Empreendedores niteroienses lançam livro sobre vinhos

Sócios de uma mesma empresa, Taiana Jung e Rui Marcos são os autores de “Contos do Vinho”

odo vinho tem uma história. Um pedaço de papel colado em uma garrafa com informações sobre a origem, nome do produtor, safra, tipo de vinho, classificação, quantidade de vinho, entre outras informações podem estar contidas num rótulo de vinho. E assim começou a história de Taiana Jung e de Rui Marcos ao escreveram juntos o livro “Contos do Vinho”,

Ambos são casados e sócios de uma empresa. Além disso, Taiana é integrante do grupo Somos Empreendedoras, voltado para empreendedoras mulheres que moram em Niterói. Em conversa com A Tribuna, ela explica que a ideia começou a surgir em 2016. E quando Rui começou a fazer cursos na Associação Brasileira de Sommeliers do Rio de Janeiro, ela foi aprendendo “por tabela”.

“Foi aí que nas nossas conversas e nas nossas degustações a gente sempre quando olhava um rótulo, a gente buscava mais informações do porquê do nome, qual era a história que estava por trás daquele rótulo. E aí a gente começava a pesquisar e veio a ideia de fazer o Instagram ‘Contos de Vinho’. Começamos a publicar no Contos de Vinho e começou a ter uma demanda grande, muita gente começou a seguir, totalmente espontâneo e orgânico. Aí esse ano, um ano e pouquinho do Instagram, resolvemos publicar esses contos em um livro. Então está sendo do Instagram para o livro”, explica Taiana.

Taiana também argumenta que durante o período de estudos para fazer o livro, tanto ela quanto o marido notaram que “a cultura do vinho acompanha o desenvolvimento da humanidade, muito mais do que o líquido que está na garrafa”.

“O vinho vai do particular ao universal, ele está tanto dentro de questões de paz quanto de guerra, de amor e conspiração, de sedução e de fé. Então ele passa por nós, a gente pode falar de economia aqui e pegar diferentes momentos históricos e perceber como o vinho fez parte da economia, perceber como o vinho fez parte de tomada de países, de acordos de paz, de início de guerra, então o que realmente nos marcou depois de todo esse estudo foi perceber, sentir e conhecer como a cultura do vinho faz parte da nossa vida de uma forma muito mais ampla, muito mais séria e muito mais transformadora”, detalha.

Uma coisa que Taiana faz questão de explica que é que o livro não é um manual a respeito de determinados vinhos. A niteroiense afirma que “Contos do Vinho” fala mais sobre curiosidades em relação à bebida.

“O nosso livro não explica mitos do dia a dia do vinho no sentido de vinho bom é o vinho que você gosta ou mito relacionado a degustação. Não abordamos isso. Abordamos histórias e curiosidades por trás dos rótulos e trazemos contextos que desmistificam outras coisas, tipo: o papel da mulher no universo do vinho, a cultura do vinho. A gente traz a questão, por exemplo, dos rótulos feitos em braile. Temos um enólogo que faz uma experiência com outros enólogos portadores de deficiência visual e por meio desta sensibilidade na produção do vinho. Então a gente está falando da importância da diversidade, desmistificando a questão de como uma pessoa com deficiência visual ela pode trabalhar no mundo do vinho. Temos um rótulo também que está em código morse, aí a gente vai falar da comunicação e o vinho. Vamos falar de um rótulo da Patagônia, Argentina, no lugar árido, num lugar onde necessariamente não se plantaria uva, não se produziria vinho, e é o berçário aí de dinossauros e aí você tem a cultura por meio de muita tecnologia. Então são desses mitos que a gente fala trazendo as histórias, a superação, a tecnologia e a inovação. Isso a gente mostra”, explica.

Lançado em 11 de julho, a obra contou com um financiamento coletivo. Inicialmente orçado em R$ 19.500, o livro teve a arrecadação R$ 21.790. A expectativa é que a obra seja lançada em mais 16 estados e no Distrito Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 4 =