Em tempos virtuais, conheça o maravilhoso mundo da leitura

Neste mundo cada vez mais digital, onde os jovens fazem tudo na internet, o maior desafio dos escritores é prender atenção deles na leitura. Muitos encaram o ato como algo chato porque na escola são obrigados a consumir determinado conteúdo que não foi da sua escolha. Diferente da temática literária, buscada fora do ambiente escolar, relacionada a algo voltado para satisfação de suas necessidades e expectativas. 

Pensando nisso, as escritoras niteroienses, Catarina Veloso e Roberta de Souza escrevem aquilo que, não só elas, mas a maioria dos jovens, tem interesse quando buscam alguma leitura, seja online ou em livro físico.

Nascida e criada em Niterói, a escritora Catarina Veloso, de 19 anos, lançou seu primeiro livro digital na plataforma de leitura on-line Wattpad. Agora, ela aguarda o lançamento físico pela editora The Books. A jovem que estuda marketing, conta que sempre investiu no mundo da escrita e que com apenas 14 anos de idade se apaixonou pelos romances adolescentes criados por fãs on-line.

“Eu escrevo desde pequena, por volta dos 12 anos. Comecei com contos curtos e cenas legais que a minha imaginação de criança desenvolvia. Foi com 14 anos que eu realmente decidi que queria criar uma história completa. Eu lia bastante romances on-line e já participava do Wattpad, uma das plataformas de leitura mais conhecidas da internet. Então decidi escrever minha primeira história longa e publicar por lá mesmo”, explica Catarina.

O apoio da família foi fundamental para incentivar Catarina a continuar com suas histórias e até mesmo criar coragem para permitir que outras pessoas lessem o que ela escrevia.

“Minha mãe e uma prima minha já sabiam da minha aptidão para a escrita. E apesar delas se interessarem e sempre me incentivarem a continuar escrevendo, eu nunca deixei que lessem a história. Quando informei que essa mesma história se tornaria livro, não só elas, mas a família toda e meus amigos ficaram muito felizes. Muitos já esperavam e até torciam para a obra chegar às prateleiras”, vibra.

Mesmo com o apoio dos familiares e amigos, Catarina enfrentou seu maior obstáculo para conseguir publicar sua história: ela mesma. Sua insegurança sobre como seria a receptividade das pessoas, quase fez com o que o livro ‘Diamond’ não ganhasse uma versão impressa.

“Eu sempre pensei que ‘Diamond’ fosse uma história que ficaria no Wattpad. Apesar de, no fundo, querer sim transformá-la em livro, sempre duvidei dela e de mim mesma. Questionamentos como ‘Será que ela é boa o suficiente pra virar um livro?’, ‘E se as vendas forem um fiasco?’, ‘Minha família com certeza vai ler… o que vou fazer?’ me impediram, por muito tempo, de procurar uma editora para publicar a obra. E acho que ela continuaria no Wattpad, se a Editora The Book não tivesse entrado em contato e feito uma proposta. Aí eu pensei ‘Acho que esses 6 milhões de leitores no Wattpad gostariam de ter um exemplar físico da história, né?’.

Autora de ‘Diamond’, um romance adolescente que fala de amadurecimento, escolhas difíceis que somos obrigados a fazer em nossas vidas, descobertas da adolescência, e a importância de estarmos sempre atentos a quem confiamos nos nossos maiores segredos, Catarina diz que o escritor é aquele que informa, auxilia, e até mesmo concede viagens e aventuras aos seus leitores por meio das palavras. 

“A escrita para alguns, pode até mesmo ser uma válvula de escape da realidade, que, muitas vezes, pode ser cinza e sem graça. Por isso, acredito que o papel do escritor na sociedade é maravilhoso, ele pode realizar tantas coisas e precisa apenas de papel e uma caneta”, considera.

A jornalista e escritora Roberta de Souza, que está no mundo editorial há quase 20 anos, lançou seu primeiro livro em 2013. Roberta cresceu cercada pelo mundo mágico da leitura e da escrita já que sua mãe lia muito e seu pai era um pensador e poeta. Aos 19 anos, ela começou a trabalhar na editora mais antiga de Niterói, a Editora Muiraquitã. “Assim comecei a conviver com o universo maravilhoso da literatura. Em 2007 tive a oportunidade de lançar o livro de poemas do meu pai (em memória). E foi a maior realização da minha vida. Graças a Deus minha família sempre me apoiou muito! E esteve presente em todas as etapas e lançamentos que participei, desde as Antologias até meus livros físicos”.

Iniciada no mundo literário em uma época em que o digital não tinha tanta força, Roberta se lançou como escritora na vida virtual em 2020. Onde fez amigos e até ganhou um fã clube.

“Coloquei, em ebook, meus livros já lançados. Comecei a fazer amigos virtuais, seguir blogs literários, arregimentar parceiros e lançar meus novos livros. Assim vou tecendo minha vida virtual e meus parceiros me ajudam demais nisso. O boca-a-boca virtual funciona muito bem. E eu tenho 6 sobrinhos entre 10 e 22 anos, assim também me facilitou o contato com os jovens e adolescentes. Uma leitora, inclusive, veio através de uma indicação, leu meu livro, virou minha amiga e hoje é minha parceira literária e comanda meu fã clube”, conta Roberta.

O mundo digital facilitou muito a vida dos escritores, principalmente aqueles que estão em início de carreira. Mas Roberta aponta as dificuldades que ainda enfrentam para publicar a versão impressa de um livro.

“Chegar ao livro virtual e à autopublicação em espaços virtuais hoje em dia é bem fácil. Difícil é se manter na ‘onda’, ser constantemente lido e comentado, estar entre os mais procurados. A onda literária virtual é muito rápida, e precisamos estar produzindo e compartilhando constantemente para podermos acompanhar o movimento. Passar para o livro impresso que ainda é uma luta. Não tão custosa ou difícil como era há 15 anos, mas ainda assim desafiadora. Autores independentes sempre precisam de apoio financeiro para realizar o sonho de ter seu livro em mãos”, pondera.

As escritas de Roberta são diversas. Vão de contos cotidianos em uma pegada mais de comédia, passando por poesias e até romances mais profundos. Seu público é cativado de acordo com a divulgação do momento. Atualmente, ela está lançando o romance chamado ‘Ella’, que conta a história e uma mulher sensual, com talento nato para a música e que precisa lidar com os julgamentos da sociedade por ser adepta do amor livre.

“O romance ‘Ella’ surgiu do desafio de me conectar com novas escritas, sair de minha zona de conforto, deixar um pouco a leveza da comédia e entrar no drama, nas questões sociais e na literatura hot. Estes ingredientes deram muito certo! E assim a ‘Ella’ nasceu! Considerado um dos melhores dramas da atualidade pelos leitores de Ebook, o livro ficou entre os dez mais baixados em sua categoria durante quase um mês”.

Escritores são pessoas com o dom de fazer os leitores viajarem sem sair do lugar. Eles criam um cenário que é visto como um caminho de fuga para mentes solitárias. Para Roberta, as páginas de um livro são feitas de magia que auxiliam no pensamento crítico e no desenvolvimento das pessoas.

“O escritor tem o dom de te apresentar o mundo. Te levar para viagens incríveis. O escritor te preenche de todos os tipos de sentimentos. Te leva do riso às lágrimas. Faz você viver mil vidas em uma. O poder das páginas de um livro é a magia mais incrível do mundo, para mim. Antes de ser escritora eu sou leitora e apaixonada por muitos livros”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − catorze =