Em live, Prefeitura de Rio Bonito divulga relatório sobre intervenção no Darcy Vargas

Em transimissão feita ao vivo, na última quinta-feira (18) na página do Facebook da Prefeitura de Rio Bonito, o prefeito Leando Peixe falou sobre o relatório inicial dos primeiros dias de intervenção no Hospital Darcy Vargas por parte do Executivo municipal. Ao lado dele se encontava o fisioterapeuta Gilberto Júnior, médico responsável por liderar a equipe interventora.

“Depois da reportagem que foi ao ar, na qual fui surpreendido, cobrei a direção sobre que vinha acontecendo. A prefeitura pagava de forma adiantada R$ 2 milhões por mês. Fiz um pagamento no dia 13 de maio e no dia 21 eu vi a reportagem sobre a falta de insumos, de remédios e salários atrasados. Depois, tivemos conhecimento de um relatório da vigilância sanitária de março que apontou 171 pendências. E quando aconteceu o incêndio, descobrimos outras irregularidades, como a ausência de uma brigada. Daí fomos obrigados a intervir”, argumentou o prefeito.

Peixei admitiu que quando visitava a unidade era “chamado no canto” pelos funcionários questionando quando o pagamento cairia em conta. Ele afirmou durante a live que respondia que já tinha feito os repasses. Depois dos relatórios da Vigilância Sanitária e do Corpo de Bombeiros, ele declarou que precisou intervir até para evitar possíveis sanções políticas.

O prefeito insistiu em dizer que “intervir na unidade não era fechar”. Ele declarou que a medida é que vai possibilitar fazer um processo administrativo para saber quais são os problemas da unidade, como resolvê-los e de que forma será possível punir os responsáveis pelos erros. Por isso, ele afirmou que vai criar um portal da transparência para “abrir a caixa preta do Darcy Vargas”.

O interventor Gilberto Júnior citou a existência de infiltrações no hospital, problemas no telhado, “lugares insalubres”, piso infiltrado na área do CTI e a falta de funcionamento do ar condicionado. Além disso, ele citou sobre uma possível previsão de reabertura do centro de terapia intensiva para auxiliar no tratamento de casos graves de Covid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 13 =