Em ano de exceção, Niterói recebeu melhorias através de obras

Alan Bittencourt

Devido à pandemia da Covid-19, o mundo inteiro teve um ano totalmente atípico. Com Niterói não foi diferente. Afinal, como gosta de falar o prefeito Rodrigo Neves, Niterói não é uma ilha. O município foi reconhecido internacionalmente pelo combate à doença que ceifou vidas pelo planeta. Apesar das medidas rígidas impostas no combate ao coronavírus, a administração municipal não parou. Intervenções importantes foram feitas ao longo do ano em áreas como saúde, mobilidade urbana, economia e lazer.

Uma obra importante que foi entregue à população em junho foi a duplicação e urbanização da Avenida Marquês do Paraná, que liga o Centro à Zona Sul, além de ser o principal acesso para a Ponte Rio-Niterói. Após dez meses de obras, a via ganhou pista exclusiva para ônibus nos dois sentidos, ciclovia iluminação de LED, acessibilidade nas calçadas e jardins.

Para que o alargamento da avenida pudesse ser feito, mais de 50 imóveis foram desapropriados e demolidos entre as ruas Doutor Celestino e Miguel de Frias. Essa intervenção foi a primeira realizada com recursos obtidos através do modelo de outorga onerosa, que financiará ações do processo de requalificação do Centro.

Outra obra importante para a cidade é a de alargamento da Rua Doutor Paulo Alves, no Ingá. Na fase atual, foram iniciadas as demolições de dois imóveis para o aumento da via, na esquina das ruas Casimiro de Abreu e Justina Bulhões. Mais quatro imóveis terão algumas partes demolidas para a continuação da obra. Já entre as ruas Tiradentes e a própria Casimiro de Abreu haverá o recuo dos muros para que as obras avancem no trecho.

Também estão sendo realizadas na via escavações com o objetivo de instalar dutos e rede de dados e telefonia e a readequação do meio-fio para alargamento da calçada do lado ímpar da rua. A acessibilidade não foi esquecida. Serão construídas rampas na esquina das ruas Tiradentes e Fagundes Varela, além da colocação de sinais de trânsito.

O alargamento da Rua Paulo Alves está inserido no Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Niterói, apresentado em novembro de 2019. A via passará de três para quatro faixas, no trecho entre as ruas Presidente Pedreira e Casimiro de Abreu, sendo a quarta faixa exclusiva para ônibus. Estão incluídos na obra a modernização de todos os passeios, paisagismo, tornando subterrânea a fiação de telefonia, e nova iluminação com LED. O investimento da Prefeitura de Niterói para este projeto é de R$4,4 milhões.

Na próxima etapa, serão demolidos seis imóveis localizados entre as Ruas Presidente Pedreira e Casimiro de Abreu, que estão em processo de desapropriação. Esta deverá ser a etapa com maior impacto da obra e, por isso, será realizada fora do horário maior fluxo de veículos.

A área da Saúde também foi lembrada nesse verdadeiro pacote de obras que Niterói se transformou. O bairro do Jacaré, na Região Oceânica de Niterói, recebeu recentemente a nova unidade do Programa Médico de Família (PMF). Com o conceito de sustentabilidade, o local oferecerá atendimento médico a cerca de 6 mil pessoas, que serão atendidas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde. O espaço conta com consultórios médicos e salas de pré-consulta, vacina, nebulização, curativo, coleta de sangue, dispensação de medicamento e sala para atividades coletivas.

Com esta nova unidade no Jacaré, a Região Oceânica de Niterói agora possui 100% de cobertura de atendimento do PMF. Niterói tem hoje cerca de 220 mil cadastrados no Programa Médico de Família. Há a previsão de construir, em outras regiões da cidade, mais quatro unidades, nas comunidades do Juca Branco, Serrão, Holofote e Sabão. O objetivo é chegar a 100% de atendimento à população mais vulnerável em todo o município.

Novo parque – O Parque Orla Piratininga (POP) é um projeto que visa a despoluição da Lagoa de Piratininga. A será finalizada até março de 2021. No primeiro momento, ostrabalhos se concentram na instalação do primeiro jardim filtrante no entorno da lagoa, que ainda terá a recomposição vegetal numa área de 150 mil metros quadrados.

Mesmo as lagoas sendo responsabilidade do Estado, a Prefeitura firmou um convênio para um sistema de cogestão. Um estudo com especialistas de recuperação de sistemas lagunares e corpos hídricos, ambientalistas e técnicos traçou a ideia de um projeto inovador para o ecossistema local.

O POP terá um sistema de gestão de águas pluviais composto, além dos jardins filtrantes, bacias de sedimentação, jardins de chuva e biovaletas para a captação e tratamento das águas provenientes dos rios e da rede de drenagem das principais bacias contribuintes à Lagoa de Piratininga.

O projeto contempla ainda 10 quilômetros de ciclovia ao longo de toda a orla da Lagoa, quatro píeres de contemplação e seis píeres de pesca, três mirantes e 17 áreas de lazer, sendo três delas com quadra de esporte, brinquedos e academia de ginástica. Será construído ainda um museu.

Itaipu também recebeu suas melhorias. O chamado Canto de Itaipu recebeu uma restauração paisagística completa. Os estacionamentos no local foram organizados. Agora há uma praça de eventos, uma rampa com acesso ao mar para as pessoas com necessidades especiais e decks de madeira. O projeto teve investimentos da Cooperação Andina de Fomento (CAF), no valor de R$ 1,9 milhão.

Jurujuba também teve revitalizados o calçadão a mureta. Essa obras fizeram parte dos investimentos da administração municipal no bairro, com orçamento de R$ 20 milhões para intervenções e projetos na área de infraestrutura, educação e segurança. No calçadão foram colocados guarda-corpo de inox, estruturas estabilizadoras, de equipamento de ginástica, pavimentação da calçada, colocação de ladrilhos com desenho, nova iluminação de LED, bancos e mesas.

O trecho da Estrada General Eurico Gaspar Dutra que dá acesso à Fortaleza de Santa Cruz foi alargado. O mirante no local também recebeu melhorias. A obra acontece entre a área próxima ao ponto final da linha 33 (Jurujuba-Centro) e a entrada daquele que é um dos principais pontos turísticos de Niterói. O mirante deste trecho da estrada também recebeu melhorias, como nova pavimentação e guarda-corpo, com o intuito de dar mais segurança aos motoristas e pedestres.

O Complexo do Viradouro também está incluído nas obras. A comunidade ganhará uma escola técnica, centro cultural, quadra poliesportiva, além da abertura de vias e obras de saneamento. Os moradores serão beneficiados ainda com três novos espaços de convivência com equipamentos de lazer. O campo dos Padres será totalmente revitalizado e terá gramado sintético. Na mesma área, serão construídas uma quadra poliesportiva e uma praça. Em outra quadra uma área de recreação infantil será construída entre a Estrada Celso Peçanha e a Rua Nossa Senhora das Graças. Será construída uma praça na Travessa Padre Cícero.

A localidade ganhará melhorias de infraestrutura, como pavimentação, urbanização das calçadas e melhorias na rede drenagem, com o trabalho de construção e reforma das canaletas e intervenções para a contenção de encostas. Os moradores ainda ganharão uma Plataforma Urbana Digital, como a que funciona na Engenhoca, com oferta de cursos profissionalizantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + seis =