Eliane Nanci garante que não será candidata à deputada

Wellington Serrano

A primeira-dama de São Gonçalo, Eliane Nanci, garante que não será candidata à deputada estadual no futuro porque, entre outros motivos, pretende colocar a comissão de gestão e fiscalização dos gastos públicos no centro de suas atenções. Em entrevista para a equipe de A TRIBUNA ela considera que apoiar o marido José Luiz Nanci (PPS) nesta fase de organização é essencial para proteger o gonçalense, apesar de já ter ficado conhecida como Dama de Ferro e Primeira-Ministra.

Para a empresária é importante focar na gestão. “Vamos estar aqui para ajudar o prefeito e fazer o que for preciso para que ele seja bem sucedido porque se ele tiver sucesso todos teremos sucesso”, disse a primeira-dama, que se refere aos últimos boatos como mentira. “É tudo mentira o que está sendo publicado pela imprensa. Essa função na comissão aqui já me basta!!”, enfatiza.

Tal como o próprio José Luiz Nanci revelou há cerca de uma semana, Eliane nega que poderá no futuro concorrer à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, após ver o seu nome ganhar força politicamente durante a campanha que elegeu o marido à Prefeitura.

A primeira-dama explica que o seu papel à frente da Comissão de Programação Financeira e Gestão Fiscal não trará gastos extras para o Executivo. “O meu papel será de conselheira e fiscal do planejamento e dos gastos de cada secretaria. Toda segunda-feira vou me reunir com os titulares das pastas de Planejamento, Projetos Especiais, Administração e Fazenda para que possamos estabelecer normas transparentes para o uso do dinheiro público”, disse.

Para o prefeito, a presença da mulher à frente de assuntos importantes da administração pública terá bons frutos. Segundo ele, Eliane vai estipular, com os membros da comissão, metas para que cronogramas de obras e projetos sejam concluídos.

“Ela é uma empresária bem sucedida e vai nos ajudar muito a colocar ordem na casa. O que queremos, neste momento, é fazer com que a prefeitura consiga honrar os compromissos com os seus servidores e com a população”, concluiu Nanci.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *