Educação é o que interessa em São Gonçalo

Wellington Serrano –

Começando do zero outra vez no que diz respeito à Secretaria municipal de Educação de São Gonçalo, a administração do secretário Diego São Paio (Rede) inclui boas experiências em sua nova gestão. Segundo ele, em breve o resultado será de sucesso e isso se dará por causa de dois importantes ingredientes: a vontade de fazer e acreditar, mesmo em tempo de crise e muita corrupção que havia na Educação municipal.

O secretário garante que para incentivar os estudantes gonçalenses a voltar para a escola está tirando projetos da cartola. “Nessa semana estive com representantes de uma instituição que atua com a educação infantil e o ensino médio com preparação para as universidades americanas e que tem escolas na Califórnia, na China e na Coreia e começamos a estudar uma parceria no sentido de conseguir colônia de férias gratuita para alunos da rede municipal nos EUA”, revela.

Outro projeto piloto que o secretário busca é o de creche sustentável. “Vamos recorrer à tecnologia para gerar a sustentabilidade através da energia solar, rede de água pluvial e atender as nossas crianças. Na próxima semana vamos visitar uma escola criada assim para mexermos também com a criatividade e usar alternativas para fazer surgir situações”, afirma ele.

Diego São Paio fala que não tem tempo a perder e revela o triste recorde das escolas do município quando ficaram 56 dias de recesso no ano passado. “Foi o único município do Brasil que aconteceu isso, inacreditável. A Câmara votou o calendário das Olimpíadas, depois o prefeito modificou a data, o que coincidiu com o término do contrato de 900 professores no meio do ano. Foi aí que os alunos ficaram sem aula esse tempo todo”, lamenta.

Segundo ele, além dos projetos ditos, a secretaria trabalha com várias frentes de cultura e esportes para agregar e trazer a garotada para a escola. “Criei uma coordenadoria de projetos complementares para atender várias áreas. Temos uma rede desacreditada e temos que mostrar serviço para acabar com aquela mentalidade que a educação de São Gonçalo é assim mesmo”, acredita.

Para isso, Diego aposta na volta dos jogos escolares, através de uma Olimpíada Escolar, e no ensino bilíngue em São Gonçalo. “Em nosso planejamento temos um portal, via Conselho Municipal de Educação, que visa fazer convênios com os Consulados para uma jornada ampliada e o ensino de outras línguas integrado ao Ensino Médio”, destaca ele.

Segundo Diego, com a volta da greve dos profissionais de educação as coisas vão melhorar. Ele disse que tem uma relação boa com o sindicato. “Até pautas antigas do Sepe estão sendo discutidas, estou indo em todas as reuniões do MP, participo das assembleias, estou dando voz ao sindicato e fazendo coisas simples que fazem a diferença para a mudança da educação. Acredito que tudo isso vai dar resultados, estamos confiantes”, conclui o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 11 =