Eduardo Modiano morre aos 65 anos

Anderson Carvalho

O município de Armação dos Búzios perdeu esta semana o empresário, economista e engenheiro Eduardo Marco Modiano, aos 65 anos de idade. Falecido no último dia 6, de complicações decorrentes de câncer, na cidade do Rio de Janeiro, foi enterrado no último dia 7 no Cemitério Comunal Israelita do Caju, no Rio. Estava construindo a Marina de Búzios, cujas obras foram iniciadas na semana passada. Modiano presidiu o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) entre os anos 1990 e 1992 e a comissão diretora do Programa Nacional de Desestatização, durante o Governo Collor. Na sua gestão foi iniciado o processo de privatização das empresas estatais.

Em Búzios, a família de Modiano está investindo R$ 2 bilhões na construção da Marina, em parceira com o Banco Opportunitty. O empresário era dono ainda do Búzios Golf Club e do Aeroporto Umberto Modiano – que leva o nome do pai de Eduardo – reaberto no ano passado.

No BNDES, Modiano coordenou a privatização da Vale do Rio Doce, Companhia Siderúrgica Nacional, Usiminas, Petroflex, Fosfértil, Rede Ferroviária Federal, Light, BR 116 e outras. Em 1993, tornou-se vice-presidente de investimentos do Banco Itamarati S.A. Até maio de 1999, foi consultor do Banco Fonte-Cindam, no qual tinha participação. Nos últimos anos, dedicou-se a atividades privadas à frente do Grupo Modiano. É autor dos livros “Da inflação ao Cruzado: a política econômica do primeiro ano da nova república “(1986) e “Inflação: inércia e conflito” (1988).

Nascido no Rio em 20 de julho de 1952, cursou Engenharia na PUC do Rio e Administração Pública na Fundação Getúlio Vargas, também no Rio, de 1971 e 1972. Formou-se em Engenharia de Sistemas em 1973 e em Economia pela Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas, no Rio, em 1974. Fez mestrado em Administração, Finanças e Sistemas de Informação na Alfred P. Sloan School of Management, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Cambridge (EUA), com uma bolsa de estudos da Organização dos Estados Americanos (OEA), entre 1974 e 1978. Fez doutorado em pesquisa operacional e economia naquela mesma instituição entre 1976 e 1978. De volta ao Brasil, ainda em 1979, foi professor de Economia da PUC-Rio até 1984.

Até recentemente estava à frente do Grupo Modiano, com investimentos na Brasil Ecodiesel Indústria e Comércio de Biocombustíveis e Óleos Vegetais S.A. Deixou viúva e quatro filhas, sendo três do primeiro casamento e uma do segundo.

O pai dele, Umberto Modiano, francês de nascimento, veio ao Brasil em 1947, investiu na exportação de café e nos anos 1980, no setor hoteleiro, tendo construído em Búzios um complexo turístico, composto ainda por condomínios e hotéis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =