Edital para contratação de obras do Maralegre será lançado na próxima semana

O edital para contratação da empresa que realizará as obras de drenagem e pavimentação do Maralegre, na Região Oceânica, será lançado na próxima semana. Com investimento de R$ 17 milhões, em parceria com a Cooperação Andina de Fomento (CAF), as intervenções acontecerão em 15 ruas do bairro.

A drenagem e pavimentação do Maralegre integra o pacote de obras para a Região Oceânica, que foi anunciado pela Prefeitura de Niterói em 2019, e inclui, ainda, o Santo Antônio, Serra Grande, Maravista e Engenho do Mato. São mais de 200 ruas que receberão intervenções.

As obras no Serra Grande e Maravista foram iniciadas em fevereiro. Dez vias já receberam as intervenções, como Avenida José Cortez Junior, ruas A, D, Py, 35, 36, 39 e Rua das Pedras.

O secretário municipal de Obras, Vicente Temperini, explica que nesta fase inicial, as vias recebem o assentamento de manilhas e aduelas de concreto armado para a rede de drenagem. No total, 68 ruas do bairro serão urbanizadas. O investimento neste projeto é de 52,6 milhões e a previsão de conclusão é setembro de 2021.

No loteamento Santo Antônio, as obras também seguem avançando. Nesta fase, o trabalho das equipes está concentrado em seis ruas: Leopoldo Muylaert, Domingos de Araújo, Hermes da Matta, Átila Nunes, Altivo Vale e Silva e José Freire Dantas. As intervenções no Santo Antônio foram iniciadas em novembro de 2019.

O projeto para o Santo Antônio, de acordo com o secretário, inclui um total de 24 ruas em 13 quilômetros de extensão viária. Financiado pelo Programa Região Oceânica Sustentável (PRO Sustentável), o investimento é de R$52,8 milhões, 33% a menos que o valor previsto no edital de licitação. Já a urbanização do Engenho do Mato está com o processo em andamento.

“Centenas de ruas da Região Oceânica receberam drenagem e pavimentação, são obras importantes, que contaram com todo empenho da gestão municipal. Estas intervenções permitem levar mais qualidade de vida para os moradores, que durante muitas décadas sofreram com lama e inundações. Hoje, esta região vive um novo cenário, com mais infraestrutura”, destaca Vicente Temperini.

Investimentos – Desde 2013, o Município já investiu mais de R$ 350 milhões em obras de drenagem, macrodrenagem e pavimentação. Após décadas sem receber investimentos, a Região Oceânica é uma das áreas que vivem uma nova realidade, com a realização de obras importantes. Foram drenados e pavimentados o Cafubá, a Fazendinha, o Bairro Peixoto, o Boa Vista, e parte de Piratininga, Camboinhas, Maravista e Maralegre. São mais de 150 ruas com obras executadas. Também foram entregues as obras da Avenida Professora Romanda Gonçalves, no Engenho do Mato, e a macrodrenagem de Itaipu e Piratininga, entre a Estrada Francisco da Cruz Nunes e a Avenida Almirante Tamandaré.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =