Ecoponte já definiu ruas que serão interditadas para obras do mergulhão

Aline Balbino
A Ecoponte, concessionária que administra a Ponte Rio-Niterói, já definiu que durante as obras de escavação do Mergulhão da Praça da Renascença, no Centro, o trânsito será desviado pela Rua Desidério de Oliveira e Castelo Branco, até o fim da Avenida Feliciano Sodré onde há a bifurcação. A ideia é diminuir, o máximo possível, o impacto no trânsito durante o período de obra. A concessionária espera apenas que a Prefeitura de Niterói libere funcionários e uma nova interdição na curva de quem vem da Avenida do Contorno para fazer o retorno. A Ecoponte também pede o apoio da NitTrans na liberação de agentes de trânsito no início das interdições.

Todas as licenças autorizando a obra já foram liberadas e a Ecoponte afirma que desde agosto já está pronta para iniciar as perfurações, no entanto, esbarra na autorização da prefeitura que afirma que as obras só poderão começar na primeira semana de outubro. A explicação é que o estudo viário ainda não foi concluído e que mais uma obra de grande porte na cidade iria causar um nó no trânsito. A NitTrans está aguardando a liberação do trânsito no trecho de Charitas para realizar as interdições da Praça Renascença.

No momento as concessionárias de telefonia e água continuam retirando as interferências através de cabeamento da região. No momento estão interditadas as ruas: Desidério de Oliveira e Castelo Branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *