Profissionais da saúde em Maricá negam greve

Os idosos que são cadastrados na Prefeitura de Maricá estão recebendo equipe da saúde para confirmar os dados pessoais e conseguirem a autorização para a aplicação da vacina contra a Covid-19. Mas nesse final de semana a informação da possibilidade de início de uma greve por parte dos profissionais de saúde deixou famílias apreensivas. Os próprios funcionários que estariam ‘se expondo’ nessas visitas não teriam sido imunizados, e esse seria o motivo da categoria cruzar os braços. Mas isso não passou de uma Fake News.

A idosa Rosa Silva, 95 anos, ainda não foi imunizada e sua filha, Rosane Silva, 75 anos, ficou com medo da possibilidade de greve. “Quando eu fiquei sabendo que eles iriam entrar em greve fiquei muito nervosa. Eu preciso que a minha mãe seja imunizada pois ela é grupo de risco. Essa semana ela deve receber a primeira dose da vacina. A equipe da saúde esteve na minha casa preenchendo a ficha para ela. Fiquei aliviada de saber que isso não passou de um boato”, contou a aposentada.

A Prefeitura de Maricá confirmou que pelo cronograma estão sendo imunizados agora apenas os profissionais que atuam na linha de frente nas unidades de Urgência e Emergência onde há risco de contágio por existir fluxo de atendimento para Covid-19. É o caso dos hospitais Conde Modesto e Che Guevara, da UPA de Inoã e do posto de Emergência 24h Santa Rita, em Itaipuaçu, além dos 3 polos de atendimento. Essa imunização específica contempla não só médicos e pessoal de enfermagem, mas profissionais de outras áreas que precisam atuar naquela unidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =