Duelo inédito entre Brasil e Argentina na Copa América

O duelo de hoje, às 21h30min (horário de Brasília), no Mineirão, será a primeira vez que Brasil e Argentina se enfrentarão em uma semifinal de Copa América. Enquanto a seleção canarinha passou pelo Paraguai nas quartas, os albicelestes derrotaram a Venezuela.
Brasil e Argentina se encontraram 32 vezes na história do torneio continental, com 15 vitórias dos argentinos, oito empates e nove triunfos da equipe verde e amarela.

Destes 32 confrontos, sete aconteceram na fase final da Copa América. Em 2007 e 2004, o Brasil levou a melhor na grande decisão; em 1999, 1995 e 1993, as equipes se enfrentaram nas quartas de final, com a Argentina se classificando somente em 93; por fim, em 1991 e 1989, os times se encontraram em uma espécie de quadrangular final.

Mais confortável nas pontas

Gabriel Jesus se tornou rapidamente o camisa 9 da Seleção Brasileira, entretanto, se engana quem pensa que essa sempre foi a função de origem do jovem de 22 anos revelado pelo Palmeiras. Se preparando para o grande clássico contra a Argentina, pela semifinal da Copa América, o atual jogador do Manchester City deixou claro que se sente mais confortável atuando mais aberto, abrindo caminho para Roberto Firmino ser o “homem de área” do técnico Tite.

“Eu comecei minha carreira aberto, mais na esquerda do que na direita. Subi para o profissional, fiquei um ano, fui para a Seleção sub-20 jogando aberto. Com o Cuca jogava de segundo atacante, solto, e logo virei centroavante. Nas Olimpíadas joguei meus dois primeiros jogos como centroavante, depois mudou, fui para a ponta”, relembrou Gabriel Jesus.

“Fico confortável em jogar de ponta e de centroavante. Estou à disposição do treinador, já joguei no City de ponta em alguns jogos, consigo fazer os dois, me sinto muito bem nos dois, tenho mais intimidade jogando de ponta, é uma posição que joguei mais na minha vida, não tenho que escolher, onde o professor optar por me colocar estarei à disposição para fazer meu melhor”, completou.

Ainda sem marcar gols nesta Copa América – na Copa do Mundo foi bastante criticado por também não ter balançado as redes -, Gabriel Jesus espera dar fim à sua seca particular hoje, quando enfrenta a Argentina. Embora as chances de, enfim, ir às redes sejam maiores enfrentando um time do mesmo calibre, que não se limita a se defender apenas, o camisa 9 reconhece que terá grandes obstáculos rumo ao tão sonhado gol.
“É complicado você entrar numa defesa que não sofre muitos gols. A nossa faz tempo que não sofre gols, isso é muito importante, e o Brasil vem sendo assim, não vai ser fácil para a Argentina entrar. Tem o Messi, que é o melhor jogador do mundo, o Aguero, um dos melhores centroavantes dos últimos tempos, mas eles vão ter que suar para entrar na nossa defesa, assim como nós teremos que jogar muito bem para entrar na defesa deles”, comentou.

“Conheço o Otamendi, conheço também o lateral que é do Tottenham. O Otamendi sei o estilo dele, o caminho, o jeito que ele joga, o Firmino também sabe, joga contra ele. Vou conversar bastante com o Firmino, com os atacantes, vou falar o jeito dele. Tomara que possa ajudar dessa maneira”, afirmou Jesus, se referindo ao seu companheiro de Manchester City.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *