Doses de vacina se esgotam nos postos de Niterói

Durou pouco menos de três horas, ontem, a vacinação de idosos a partir dos 88 anos de idade nas quatro policlínicas de Niterói. As doses de vacinas se esgotaram rapidamente nas policlínicas Dr. Carlos Antônio da Silva, no bairro São Lourenço; Dr. Sérgio Arouca, em Santa Rosa; Assistente Social Maria Aparecida da Costa, em Itaipu; e Dr. João da Silva Vizella, no Barreto. A Secretaria Municipal de Saúde informou que a cidade agora aguarda uma nova remessa do Ministério da Saúde, responsável pela distribuição dos imunizantes para a população.

Desde as primeiras horas da manhã, muitos idosos, que tiveram condições de se deslocarem de carro ou por outro meio de transporte, lotaram as policlínicas. Em Santa Rosa, mais de 200 pessoas aguardavam para serem atendidas antes das 8h. A Secretaria Municipal de Saúde informou que mais de 200 pessoas procuraram a Policlínica Sérgio Arouca, no Vital Brazil, o que também contribuiu para o término das doses em pouco tempo. Na Policlínica de Itaipu, de acordo com informações de funcionários, cerca de 300 pessoas enfrentaram filas, mesmo com ameaça de chuva.

Por volta das 11h as vacinas já tinham acabado e muitos idosos vão ter que esperar uma outra oportunidade. O mesmo ocorreu nas policlínicas do Barreto, São Lourenço e Itaipu.

Na Policlínica Dr. Carlos Antônio da Silva, no bairro São Lourenço, Malta Walfelt, de 59 anos, trouxe a tia, Ana Vieira Lima, de 89 anos, que pouco depois das 8h já tinha conseguido ser imunizada. Moradora de Icaraí, ela comemorou.

“Tem muita gente, mas o atendimento foi rápido. Agora, teremos que retornar no dia 1º de março para a segunda dose. O importante é a pessoa ser vacinada”, afirmou.

Na mesma unidade de saúde outras pessoas não tiveram a mesma sorte.

“Cheguei por volta das 8h30 com minha mãe e notei que dessa vez o atendimento está muito mal organizado. Passei pela Policlínica de Itaipu, e lá também tem muita gente para ser atendida. A procura está muito grande e o atendimento ruim”, afirmou José Carlos Magalhães, de 55 anos, que acompanhava a mãe, de 88 anos.

A idosa Jamila Abdala, de 88 anos, moradora do Centro, foi até a policlínica do bairro São Lourenço, acompanhada do filho.

“Chegamos volta das 8h. Enfrentamos fila, mas eu fui atendida. Eles marcaram para que retorne no dia 1º de março para tomar a segunda dose da vacina. Não esperava que a procura hoje (ontem) fosse tão grande”, afirmou.

Muitos idosos e seus acompanhantes reclamaram ainda que havia demora no preenchimento das fichas e que não havia cadeiras suficientes para os pacientes aguardarem sentados. Para agilizar o atendimento, funcionários da Policlínica do bairro São Lourenço autorizaram a entrada de veículos que transportavam idosos que apresentaram dificuldades de locomoção. Esses foram vacinados em sistema drive- thru, sem precisarem sair do carro. Ainda assim, o trânsito ficou confuso nas proximidades da unidade de saúde. Um agente de trânsito teve que organizar o fluxo de veículos. Sobre a demora no preenchimento da documentação, a Secretaria explicou que o procedimento é obrigatório e visa cumprir as diretrizes do Ministério da Saúde e fazer o controle da segunda dose.

Prefeitura

Através de nota, a Prefeitura de Niterói confirmou que as doses da vacina contra a Covid-19 foram esgotadas nesta segunda-feira (ontem), nos quatro postos de vacinação localizados em áreas estratégicas da cidade.

“A Secretaria de Saúde solicitou mais doses ao Governo do Estado, responsável pela distribuição do insumo, para prosseguir com a imunização da sua população. No entanto, até o momento, não há confirmação de nova remessa. Portanto, a vacinação nos postos está suspensa até que novas doses cheguem do Governo Federal”, diz o texto.

Ainda de acordo com a administração municipal, a vacinação dos idosos acamados a partir de 88 anos precisa ser agendada pelo e-mail covid19.acamadosniteroi@gmail.com informando nome completo, sexo, data de nascimento, CPF, endereço, condição de saúde e telefone para contato.

As 11.620 doses em estoque são para a segunda fase de vacinação de trabalhadores de Saúde da linha de frente de combate à Covid-19. A vacinação para esse público específico inicia nesta semana nos hospitais onde eles trabalham.

A Secretaria Municipal de Saúde informou ainda que está programando a vacinação contra a Covid-19 de acordo com a quantidade de vacinas repassada pelo Governo do Estado, respeitando os grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. A população pode consultar qual grupo está sendo convocado para a imunização nas redes sociais e no site oficial da Prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 4 =