Dona de casa desaparece em São Gonçalo

A dona de casa Nathália de Abreu Tavares, de 36 anos, está desaparecida há 11 dias, quando saiu da casa do namorado no bairro Colubandê em São Gonçalo. Eles estavam morando juntos há dois meses. Nathália não estava com celular e nem com documentos quando desapareceu, mas familiares informaram que ela tem a tatuagem de um laço rosa na panturrilha. Quando saiu de casa ela vestia blusa azul e uma jardineira jeans claro.

O namorado dela já foi identificado e prestou depoimento no Setor de Descobertas de Paradeiros (SDP) da Delegacia de Homicídios, em Niterói. Ele alegou não ter ligação com o desaparecimento. Mas familiares e amigos acham que alguma briga entre o casal pode ter feito com que Nathália fosse embora. De acordo com eles, ela lavou a louça e arrumou a casa antes de sair, mas um copo foi encontrado quebrado no local.

A família de Nathália disse que desconhece qualquer motivo que a dona de casa teria para desaparecer.

A polícia já ouviu familiares, o namorado e testemunhas. Além de diligências, os agentes analisarão imagens de câmeras de segurança da região para ajudar na elucidação do desaparecimento. Conforme informações da família, Nathália tem quatro filhos e trabalha nos fins de semana fazendo limpeza em uma clínica veterinária. Informações sobre o paradeiro da dona de casa podem ser repassadas aos telefones do Disque-Denúncia (2253-1177) ou para a DHNSGI ( (21) 2717-2838), com total sigilo e garantia do anonimato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.