‘Don Juan’ que dava golpe em mulheres é preso

Com o advento da tecnologia, conhecer um novo amor se tornou mais fácil. Hoje em dia, existe a oferta de centenas de aplicativos que conectam pessoas de todos os sexos, que estão em busca de sua “alma gêmea”. O problema é quando o “príncipe encantado” se torna sapo e, o que era para ser uma história de amor, vira caso de polícia. Nessa quinta-feira, policiais civis tiraram de circulação um desses golpistas, que fez vítimas em Niterói e outras cidades.

Na noite daquele dia, agentes da 77ª DP (Icaraí) foram até o bairro de Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, em busca de um homem acusado de “estelionato amoroso”. Isto é, ele enganava suas pretendentes e lhes tirava dinheiro, através de golpes. Após a investigação, a Justiça aceitou pedido da distrital para expedição do mandado de prisão preventiva contra o acusado.

De acordo com a delegacia, a investigação começou após uma das vítimas fazer o registro de ocorrência na 77ª DP. A distrital apurou que o homem buscava suas vitimas por sites de relacionamentos e após algum tempo já iniciava sua entrada na vida pessoal e familiar da vitima. Durante o convívio apropriava-se de cartões da vitima e começa a fazer saques e compras pela internet, abandonando a relação logo após e deixando a vítima com dívidas financeiras.

A polícia acredita que o “Don Juan” tenha feito pelo menos dez vítimas, em cidades como Niterói e Rio de Janeiro, já que ele possui uma longa ficha criminal, com dez passagens por estelionato em diversas delegacias. A abordagem sempre era a mesma, “encantando” as vítimas por meio de sites de relacionamento e depois causando a elas graves prejuízos.

Após a decretação da prisão preventiva, uma equipe da 77ª DP realizou buscas em possíveis endereços do foragido. Os policiais conseguiram surpreender o acusado e dar voz de prisão no exato momento em que ele entrava em um condomínio de luxo, localizado em Jacarepaguá. O acusado não reagiu e foi detido pelos agentes.

Na sequência, o homem foi conduzido  à distrital para formalização do cumprimento do mandado de prisão, ficando, agora, à disposição da Justiça. O falso “príncipe encantado” agora se renderá aos encantos de uma cela do sistema prisional, para onde ele foi encaminhado após passar por audiência de custódia.

Mesmo após a prisão, a Polícia Civil permanece investigando a ação do suspeito, a fim de identificar possíveis novas vítimas. Quem tiver informações sobre outros golpes aplicados por ele, pode entrar com contato com a 77ª DP, por meio do telefone (21) 2711-9434; ou por meio do Disque Denúncia, no (21) 2253-1177. O anonimato é garantido.

Casos em disparada

Crimes de estelionato sequem em alta, na cidade de Niterói, de acordo com dados mais recentes do Instituto de Segurança Pública (ISP). Nos cinco primeiros meses do ano, foram contabilizadas 1.139 ocorrências do tipo na cidade, contra 752 registros no mesmo período, em 2020. Isto representa alta de 51,5%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − cinco =