Domingo terá Lua de Sangue, próximo eclipse do tipo só em maio de 2025

Este domingo (15) acontece o único eclipse lunar total de 2022. Chamado de “Lua de Sangue”, o evento poderá ser visto no em todo Brasil e ocorrerá entre às 23h27 do domingo até às 2h55 já da segunda-feira(16), tendo como única obrigatoriedade que a lua esteja visível no céu. O próximo eclipse desse tipo será só em maio de 2025.

Segundo o diretor de astronomia do Planetário do Rio, Leandro Guedes, o eclipse da Lua acontece quando a Lua mergulha na sombra da Terra. Como o planeta está sempre sendo iluminado pelo Sol, tudo que recebe luz faz sombra do outro lado. Assim, sempre existe uma sombra da Terra projetada no espaço. A Lua em sua órbita ao redor da Terra, normalmente não entra na sombra, mas quando isso acontece, temos o eclipse.

“A sombra tem uma parte externa chamada penumbra e uma parte interna chamada umbra. Se a Lua passa somente pela penumbra, temos o eclipse penumbral, se passa apenas parcialmente pela umbra, temos o eclipse parcial da Lua e, como vai acontecer no próximo, se ela entra totalmente na umbra, temos o eclipse total da Lua,” disse Leandro.

Sobre como se dá o fenômeno da Lua de Sangue, Leandro explica que “a luz do sol é uma mistura de raios de luz de várias cores. Quando essa luz passa pela atmosfera da Terra, sofre um desvio que chamamos refração e o ângulo desse desvio depende do comprimento de onda, ou da cor da luz. Por causa disso, a luz vermelha, de pouca energia, é desviada para dentro da sombra da Terra, e quando a Lua entra na sombra, na totalidade do eclipse, é iluminada por essa luz vermelha. Por isso chamam de Lua de sangue, ou Lua sangrenta”, explica. 

“O eclipse da Lua é muito bonito! É um evento que a pessoa assiste a Lua mudando de cor,ela começa a mudar de aspecto. Primeiro, é possível ver a projeção da sombra da Terra sobre ela e logo depois é possível perceber uma mudança de cor da lua , por causa de raios vermelhos. Inclusive o eclipse da Lua foi um dos primeiros argumentos usados para mostrar que a Terra era redonda. Além de histórias de várias culturas que ficavam estupefatas com o eclipse”, contou Leandro. 

O astrônomo nos contou ainda que o único problema que poderá impedir a visualização do eclipse será a previsão do tempo. “Não é preciso telescópio, qualquer lugar será possível ver. o problema é que a previsão para o Rio de Janeiro não está muito boa, mas se estiver nublado ou se estiver chovendo não será possível ver, mas se tiver poucas nuvens ou se o céu estiver aberto, é um fenômeno que vale a pena dormir mais tarde para observar”, concluiu Leandro. 

Para quem quiser acompanhar o eclipse do Planetário Rio, o local receberá visitantes a partir das 21h horas deste domingo e permanecerá aberto até às 3h da manhã de segunda-feira para observação do eclipse. O local permite que os visitantes levem cadeira de praia ou canga para deitar no chão  e admirar o eclipse. O Planetário utilizará também dois telescópios e a ideia é de também projetar a lua. Mas vale o aviso que o evento só ocorrerá se o tempo estiver com boa visualização do céu. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.