Documentário diz que Marylin Monroe foi amante de John e Bobby Kennedy ao mesmo tempo

“O Mistério de Marilyn Monroe: Gravações Inéditas (2022)”, lançado pela Netflix, talvez seja o mais perfeito retrato da maior musa da história do cinema ocidental, morta em 1962 aos 36 anos.

O filme mostra o seu gigantesco impacto cultural, irradiando beleza e carisma da tela, enquanto sua vida pessoal tumultuada perpetuamente ofuscou sua habilidade de atuação – que deixou as pessoas obcecadas com a sua morte prematura.

Desde que uma Monroe foi encontrada morta aos 36 anos – ou não foi? – em sua casa em Brentwood no dia 5 de agosto de 1962, para muitos houve um mistério a ser resolvido.

Uma das últimas sessões de fotos

Não há nada sobre a mulher nascida Norma Jeane Mortenson que não tenha sido minuciosamente analisado, desde sua infância entre lares adotivos e a ausência de seu pai, o seu desejo de ter um filho, até a seus casos com homens de grandes cargos, e as teorias da conspiração subsequentes de que sua vida amorosa a matou, em 4 de agosto de 1962.

Dirigido por Emma Cooper, o documentário usa todo o material que o jornalista Anthony Summers colheu em 1982, quando as investigações sobre a morte da estrela foram reabertas. Summers ouviu quase todos que estiveram próximos de Marilyn durante sua vida e seus últimos dias.

Desde o início da década de 60 a fascinação pela vida de Marilyn virou uma obsessão por sua morte. Sobretudo, porque, pouco mais de um ano depois da partida dela, John Kennedy foi assassinado em Dallas e seu irmão Bobby, com quem ela também se envolveu, morreu logo em seguida, em 1968.

Durante férias em Malibu, testemunhas contam que ela foi amante dos dois irmãos ao mesmo tempo.

Foi inevitável, então, que a imprensa passasse anos a fio estabelecendo conexões entre eles. O trio morreu todo na mesma década, os irmãos foram assassinados e há quem jure que, apesar dos registros médicos garantirem que Monroe teve uma overdose de medicamentos, ela também foi executada.

As gravações inéditas (em áudio) das pessoas que a conheciam melhor reconstroem suas últimas semanas, dias e horas, neste documentário que abre a vida glamourosa e complicada de um ícone mundial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.