Diretor de hospital incendiado em SG é intimado para depor

A Polícia Civil segue investigando quais foram as causas do incêndio no Hospital & Clínica São Gonçalo, que aconteceu na última quinta-feira (24). Uma pessoa acabou morrendo na ocasião.

De acordo com a 72ª DP (São Gonçalo), delegacia responsável pela investigação, o diretor da unidade de saúde foi intimado a comparecer para prestar depoimento na tarde de segunda-feira (28). Além disso, a distrital aguarda o laudo da perícia realizada no hospital para avanças na apuração do caso.

Na última sexta-feira (25), a equipe de investigação já havia informado que  imagens das câmeras internas do hospital foram recolhidas e nelas é possível ver um homem entrando num setor e logo após ele sair, o fogo se inicia. Esta pessoa deverá ser intimada a prestar depoimento.

Histórico

Um incêndio atingiu o Hospital e Clínica de São Gonçalo, da rede particular,  na Rua Coronel Moreira César, no Centro da cidade. Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas. Pacientes foram retirados às pressas do prédio. O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado pouco antes das 14 horas para o local, que estava com muita fumaça e que receberam informações de que teria ocorrido uma explosão.

A vítima fatal é Carlos Santos, de 62 anos. Ele era técnico em radiologia e se recuperava da covid -19 quando o fogo começou na unidade do Centro de Terapia Intensiva (CTI) onde ele estava internado, no quinto andar. Todas as vítimas estavam na ala reservada para pacientes em tratamento do coronavírus.

Por meio de nota, o Hospital & Clínica São Gonçalo informou que seguiu todos os protocolos de segurança para conter o incêndio, que seus funcionários não mediram esforços e que lamenta o ocorrido. Eles dizem que priorizaram o atendimento aos pacientes e comunicaram todas as famílias sobre as medidas que tomaram depois do incêndio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =