Dia da Mulher amplamente comemorado em Niterói

Raquel Morais –

Elas não têm nada de sexo frágil. São fortes, esforçadas, empreendedoras e visionárias. Nesse Dia Internacional da Mulher o Jornal A TRIBUNA colheu algumas histórias de mulheres para lá de especiais, que trabalham em diversas áreas e deixam suas marcas no mercado de trabalho. A Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres divulgou o tema desse ano: “o tempo é agora: ativistas rurais e urbanas transformam a vida das mulheres”. Segundo nota assédio sexual, violência e discriminação contra as mulheres capturaram as atenções e o discurso público, com crescente determinação em favor da mudança.

ANGELICA SEIXAS (7)

A estilista Angélica Seixas, 38 anos, define que trabalha com a autoestima da mulher há muitos anos. Estilista da marca Witty, em Icaraí, a jovem vê nos olhos das mulheres a mudança que a moda proporciona. “A mulher gosta de se sentir bem e quando ajudamos para isso, elas atingem um nível de satisfação que vai além do produto. É um bem em todos os sentidos”, comentou. A tatuadora Jasmin Walsh também é um exemplo de mulher que trabalha com amor ao próximo, mas no segmento da arte. A tatuagem surgiu após anos de trabalho com pintura corporal. “Tive o convite de eternizar a minha pintura e a minha arte e me apaixonei. Atendo homens e mulheres que optam pela mão feminina ‘mais leve’ para fazer a tatuagem”, comentou.

Na cidade muitas ações vão marcar a data e até mesmo o mês da mulher, como março é classificado. Debates, palestras, shows, filmes e oficinas estão entre o cronograma de eventos e basta separar um momento para o mimo e se divertir.

PROGRAMAS
A Prefeitura de Niterói informou que estatísticas do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mostram que apenas 11% dos acidentes de trânsito foram ocasionados por mulheres. E se isso mostra o quanto as mulheres são mais cautelosas nas vias e pensam no trânsito de forma coletiva.
No dia 14 será realizada uma roda de conversa com o tema “Mulheres no trânsito: superpoderosas na vida e na via”, no auditório da Imprensa Oficial, no Centro.

O Sesc Niterói está com uma exposição em cartaz de fotos que retratam a garra das mulheres do Morro do Estado para vencer as dificuldades, sua esperança em novos tempos e a busca de novos sonhos. Além de amanhã, 9, às 13h ter duas palestras: Orientação Saúde da Mulher e Orientação de higiene bucal, escovação e fluoretação; às 14h “Saúde da mulher idosa” e Oficina de Postura e Antiestresse. No dia 10, sábado, às 10h terá uma Oficina de Cozinha Criativa e no dia 23 às 14h a palestra “ A Mulher Idosa” encerra as atividades.

O Reserva Cultural, em São Domingos, preparou uma programação para lá de especial para a comemoração do famoso 8 de Março. Das 15h às 17h30min as mulheres vão ganhar uma maravilhosa higienização facial, mediante apresentação do ingresso de uma sessão de cinema. Às 20h terá o show “À Bientôt” com Valerie Lu, com clássicos franceses em ritmos brasileiros. Além da estreia do filme “A número um”, uma denúncia contra os assédios e preconceitos sofridos pelas mulheres no meio corporativo.

O Horto do Fonseca será palco, no sábado, 10 de março, a partir das 10h, da Ressaca de carnaval promovida pelo Bloco Saias Na Folia. Na comemoração do mês das mulheres o grupo composto só por mulheres, pioneiras na luta pela igualdade de gênero na cidade, e ligadas ao samba e ao carnaval, busca nessa celebração festejar e valorizar a Mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =