Dia a dia dos candidatos em Niterói: entre quiosqueiros, peixeiros e lideranças comunitárias

A campanha eleitoral dos candidatos a prefeito de Niterói nesta quinta-feira (01º/10) foi marcada por caminhadas, encontros com lideranças e apresentações de propostas. Cabeça da chapa majoritária do Partido da Mulher Brasileira (PMB) ao lado da psicóloga Soraia Catarino como sua vice, a advogada Renata Esteves se dividiu entre a interação com os eleitores pelas redes sociais e uma reunião com líderes comunitários, em especial o primeiro-secretário da Federação das Associações de Moradores de Áreas Carentes de Niterói (FamacNit), Paulo Amorim, para os quais mostrou seu plano de governo.

“Nosso foco é a redução das desigualdades, a potencialização da economia e do empreendedorismo local, o desenvolvimento de projetos que alavanquem o turismo, melhorem nossa infraestrutura e criem oportunidades para todos viverem em uma cidade mais acolhedora e segura. Outro pilar essencial é a responsabilidade fiscal, propiciando também a empregabilidade, fortalecendo o turismo, assegurando a liberdade empresarial na alavancagem da restruturação econômica, sobretudo pós-pandemia de Covid-19. Buscamos a Justiça Social promovendo os direitos e garantias à população economicamente vulnerável, com maior estruturação da Rede SUAS. Mas, para isso, há um fator preponderante e decisivo: o componente participativo, através de mecanismos de melhor comunicação entre o governo e a população”, descreveu.

Renata Esteves com Paulo Amorim, da FamacNit

Em entrevista ao vivo com transmissão simultânea pela página do Movimento Família Brasileira no Facebook e pelo canal do jornalista Claiton Appel no YouTube, o prefeitável Tuninho Fares (Democracia Cristã) reforçou seu projeto de ensino integral e profissionalizante, com parceria do Senai e Senac, além da implantação de aulas obrigatórias da Língua Brasileira de Sinais (Libras). A qualidade tem que ser igual entre escolas públicas e particulares.

O delegado federal Deuler da Rocha (PSL), esteve no Mercado São Pedro, na Ponta D´Areia, tradicional local de venda de peixes e frutos do mar da Região Metropolitana situado na cidade. O candidato conversou com comerciantes, ouviu consumidores e prometeu a construção de terminais pesqueiros para melhor distribuição dos produtos. “Este é um local que conheço desde criança e sou frequentador há anos. Comprometo-me com os trabalhadores da colônias de Itaipu e de Jurujuba em auxiliar o mercado, o pescador e o distribuidor, para que o peixe chegue ao menor custo, da melhor forma e o mais saudável possível na mesa dos niteroienses. E aceitamos sugestões para acréscimo de pautas para o projeto pesqueiro, pois em nossa campanha ouvimos, e muito, toda a população. Nossa intenção é sempre governar com o povo”, garantiu Deuler.

Deuler da Rocha

Juliana Benício (Novo) gravou mais um vídeo para suas redes sociais, desta vez sobre o tema saneamento básico, tendo em vista a entrada de outubro, mês que tradicionalmente marca a chegada das chuvas fortes da primavera e do verão.

“Em Niterói, a média mensal em outubro é de 100 milímetros de chuva e a cidade deve se preparar porque os temporais são regras e não exceções”, lembrou ela. “Pretendo refazer as galerias antigas, assoreadas, com dimensões inadequadas para seus locais, que não escoam na vazão necessária e acabam provocando alagamentos em diversos pontos da cidade; garantir e ampliar o trabalho efetivo dos garis comunitários, reduzindo o grande volume de lixo nas comunidades no alto dos morros, que nas chuvas descem e entopem os bueiros; erradicar definitivamente as valas negras nas praias da Baía de Guanabara e no entorno do sistema de lagoas; criar incentivos fiscais para alternativas que resultem em água de reuso, reaproveitamento de lodo e geração de energia nos sistemas de água e esgoto; e fomentar uso de biodigestores individuais junto aos empreendimentos comerciais para geração de energia própria”, enumerou.

Felipe Peixoto (PSD) interagiu com quiosqueiros, aos quais prometeu, se eleito, modernizar e padronizar esses estabelecimentos. Ele ouviu dos representantes da Associação de Quiosques das Praias de Niterói (APQN) reclamações quanto à falta de regulamentação da profissão e os prejuízos financeiros advindos da restrição de horário de funcionamento em decorrência da pandemia do novo coronavírus. “Nossa proposta é transformá-los em modernas instalações, bonitas e bem aparelhadas, como têm que ser os quiosques do século XXI. A ideia é explorá-los como polo gastronômico e cultural, atraindo turistas e movimentando ainda mais a economia da cidade”, contou ele, que também se encontrou com profissionais do setor artístico-cultural, aos quais manifestou seu interesse em ampliar as opções de entretenimento para os niteroienses.

Ao lado do seu vice, o vereador Bruno Lessa (DEM), o candidato a prefeito ainda marcou presença no Rancho MB, de Marco Botelho, seu subsecretário na então Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, diante do qual reafirmou seu compromisso em preservar o Parque Rural de Niterói, no Engenho do Mato. A noite da dupla terminou na Engenhoca, onde se encontrou com lideranças da Zona Norte, onde pretende revitalizar investindo no parque industrial, para a geração de emprego e renda, em equipamentos culturais e mobilidade urbana. Outras propostas do seu plano de governo para a região são: construir mais um terminal de ônibus, o do Caramujo; implantar corredores de BRT no Barreto e na Alameda São Boaventura; e investir na mobilidade sustentável, com a melhoria do serviço de transporte rodoviário e a ampliação da malha cicloviária.

Felipe Peixoto (à direita) – FOTO: Manuel Fer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =