DH investiga se corpos carbonizados encontrados em São Gonçalo seriam de soldados do Exército desaparecidos

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) estão investigando se dois corpos, encontrados carbonizados, na madrugada de segunda-feira (13), dentro de um veículo modelo Corsa, abandonando numa rua do bairro Pacheco, São Gonçalo, seriam dos amigos e soldados do Exército, Victor Hugo Xavier e Daniel Ferreira de Azevedo. Eles estão desaparecidos desde a noite do último domingo (12) e serviam em quartéis de Jurujuba, Niterói.

De acordo com investigações de policiais da Divisão de Homicídios (DH), os dois militares serviam no 21º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC) e Fortaleza de Santa Cruz. Segundo a polícia apurou, eles teriam sido vistos no último domingo, numa casa de festas, no bairro do Mutondo, assistindo ao jogo entre Flamengo e Fluminense. Depois teriam seguido para um bar no bairro Raul Veiga, onde também foram vistos em companhia de duas mulheres.

Fontes policiais acreditam que as vítimas possam ter sido capturadas por traficantes e executados. O carro abandonado e incendiado, com dois corpos no interior, foi encontrado na Rua Francisco José, no bairro Pacheco, durante a madrugada de segunda feira. Ainda, segundo testemunhas, a dupla teria ido levar as mulheres em casa, em uma comunidade do bairro não revelada, e podem ter sido pegos por traficantes.

De acordo com informações da PM, o veículo em que estavam os dois, modelo Corsa Classic, é de propriedade do pai de um dos militares. Os dois soldados residem nos bairros do Anaia Pequeno e Almerinda, em São Gonçalo.  O veículo incendiado foi achado por volta das 03 horas da manhã de segunda-feira. Um dos corpos carbonizados estava no banco traseiro do carro e outro no porta-malas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 5 =