Despejo de esgoto na Praia da Marina choca moradores de Búzios

Wellington Serrano

O flagrante do despejo de esgoto na Praia da Marina, em Armação dos Búzios, chocou moradores durante o fim de semana. O flagrante foi feito por uma banhista na tarde do sábado e, segundo a moradora Valéria Ferreira, a água negra e malcheirosa estava sendo drenada do canal da Marina. O vídeo foi compartilhado nas redes sociais, no qual buzianos afirmaram que não é a primeira vez que acontece despejo de esgoto no local.

Valéria disse que, diante do crime contra o meio ambiente, resolveu interromper sua caminhada para registrar o fato. “Quando estava passando eles começaram a fazer uma drenagem do canal direto no mar sem tratamento, sem nada. Essa é uma situação muito triste que estão fazendo com a nossa cidade. Temos que refletir sobre isso e dar um ponto final nesta história”, lamenta.

Mesma opinião de Claudio Vasco Darocha, que diz que desse jeito Búzios nunca vai conseguir se destacar nos programas socioambientais. “As ‘desautoridades’ da cidade estão literalmente debochando dos contribuintes, se reúnem apenas para brincar de gestores, recebem gordas portarias (cargos comissionados) e nos entregam como resultado de suas reuniões o esgoto jogado no mar”, critica.

Para a vereadora Gladys Costas (PRB), a situação é um absurdo. “Informei que caso não haja a consciência ambiental no governo tomaremos as devidas providências cabíveis. Estamos juntos nesta empreitada por uma Armação de Búzios melhor”, afirma.

O internauta Carlos José Araújo Silva culpou a Prolagos, responsável pela captação e tratamento do esgoto na cidade. “Eles (a Prolagos) só pensam em vender água. E os vereadores são omissos e fazem vista grossa para esse abuso, pois captar e tratar esgoto da despesa não lucro e a natureza também não paga conta de água, então não interessa a empresa”, reclamou.

O superintendente do Ibama, Pedro Castilho, disse que tomou conhecimento ontem da questão e já repassou a denúncia para o Núcleo de Fiscalização do órgão. “Após conferidas as imagens notificamos os órgãos municipais e o Inea, que possui um escritório no local”, explica Castilho, que considerou o crime ambiental como gravíssimo.

Em nota, a Prolagos informou que a tubulação identificada no vídeo não faz parte do sistema da concessionária. “A água escura que aparece nas imagens é resultado de uma dragagem próximo ao Canal da Marina, realizada por um empreendimento imobiliário”, disse no texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *