Despachante é preso em flagrante acusado de participar de fraude

Um despachante foi preso em flagrante, na quarta-feira (10), apontado pela polícia como integrante de uma quadrilha acusada de fraudar transferências de veículos e de zerar pontos de carteiras de habilitação. Ainda de acordo com a investigação, ele era um dos alvos da Operação Zero Ponto, deflagrada no início de fevereiro, quando foram presos em flagrante seis integrantes da organização criminosa.

Ele chegou a ser procurado em sua casa, no dia da operação, mas não foi localizado. Os agentes da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (DAIRJ), responsáveis pela operação, o intimaram a depor, mas o acusado tentou ocultar seu aparelho de celular, para que os policiais não tivessem acesso ao conteúdo.

O homem só foi localizado após o aparelho celular ser rastreado em um veículo por aplicativo. Com o encontro do aparelho, os agentes conseguiram realizar a prisão em flagrante do suspeito, pelos crimes de associação criminosa, corrupção ativa, falsidade ideológica e falsidade de documento público.

A equipe da delegacia interceptou correspondência do criminoso nos Correios de São Gonçalo, assim como correspondência no Estado do Pará, com o auxílio da Polícia Civil daquele estado. Nesse material, havia espelhos de identidade considerados inidôneos e com fotografia de terceiros. Ao longo da apuração, os policiais também colheram conteúdo de conversas e áudios, “demonstrando o vínculo estável e permanente com funcionários públicos e terceirizados, e não é descartado que ele faça parte do núcleo da organização criminosa”, informou a delegacia.

Ele foi localizado e, com ele, achados documentos que evidenciam sua participação no esquema. Ele também foi preso em flagrante por associação criminosa, corrupção passiva e advocacia administrativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =