Deputado federal Daniel Silveira é preso após atacar ministros do STF em vídeo

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso, no final da noite de terça-feira (16), após fazer e divulgar vídeo com ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A prisão em flagrante foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, um dos alvos do parlamentar.

Policiais federais prenderam Silveira na casa dele, em Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro. O próprio parlamentar confirmou, por meio de suas redes sociais, que os agentes estavam em sua casa, por volta de 23h.

O deputado, que é defensor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi levado à Superintendência da Polícia Federal (PF), na Praça Mauá, Zona Portuária do Rio de Janeiro, onde passou a noite. A Câmara dos Deputados deverá decidir sobre a manutenção ou não da prisão.

Daniel, já na PF, continuou se comunicando através da rede social e disse que “Ser “preso” sob estas circunstâncias, é motivo de orgulho”.

Hoje pela manhã, o deputado divulgou uma nota escrita pela sua equipe jurídica alegando que a prisão vai contra o seu direito de liberdade de expressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 16 =