Deputado é detido acusado de agredir policial em Niterói

O deputado estadual Gustavo Schmidt (PSL), foi detido por agredir um policial militar na madrugada da última sexta-feira (27). Segundo informações, o deputado estaria em uma festa privada na casa de um produtor musical na Rua Enfermeira Amélia Rangel Garcia, em Camboinhas, na Região Oceânica.

Segundo informações militares a polícia foi chamada, por volta das 23h, para averiguar o som alto que havia no local, constatando que se tratava de uma festa com cerca de noventa pessoas. O organizador da festa explicou aos militares que a festa seria uma confraternização pelo seu aniversário. Ao solicitar que abaixassem o som, o deputado teria se exaltado e gritado com os militares, de forma agressiva. Ainda segundo os militares ele teria dado um soco no rosto de um policial, que teve o óculos quebrado, após ele o afastar com a mão esticada

Gustavo teria sido conduzido até a viatura e os militares informaram que o deputado agrediu um segundo policial com um chute. Ele foi levado para a 81ª DP (Itaipu) e depois conduzido para a 76ª DP (Centro) onde o caso foi registrado. Militares informaram que ao entrar na delegacia do Centro o deputado teria agredido, pela terceira vez, um policial com uma cabeçada na boca; além de ter chutado cadeiras e exigido que fosse solto.

Os policiais foram ao Instituto Médico Legal (IML) fazer exame de corpo de delito e o deputado autuado e liberado. O deputado estadual foi procurado, através da sua assessoria de imprensa, mas até a publicação desta matéria não se manifestou sobre o ocorrido.

Caso anterior

Em julho do ano passado Gustavo Schimidt se envolveu em outra confusão e foi acusado pelo dono de uma casa de festas de usar “substância ilícita, a princípio cheirinho de loló” em uma garrafa de energético.

Na época, em depoimento registrado na 81ª DP, em Itaipu, o produtor da casa de shows Arena Camboinhas afirmou ter reconhecido o deputado após ser avisado que um cliente estava usando uma substância ilícita. Ainda de acordo com o depoimento, era o deputado estadual do PSL. Schmidt teria ainda dado um empurrão no produtor, ignorado os seguranças, dizendo poder fechar o estabelecimento por ser deputado estadual.

Já o deputado afirmou que “o ocorrido não passou de um mal entendido”, e que ele “não foi o causador” da confusão. O deputado disse que ele “apenas se solidarizou por terceiros, dada a agressividade dos seguranças do estabelecimento”, que teriam “atentado contra sua integridade física”.

4 comentários em “Deputado é detido acusado de agredir policial em Niterói

  • 27 de março de 2020 em 08:30
    Permalink

    A pessoa enche a cara de chandon, estava numa festinha do amigo so com 20 pessoas e isso n e aglomeração ñ,? quem pagou esse Chandon? O povo de novo? Dinheiro publico?faz um aue na delegacia Prq estava sim aparentemente bebado, e ainda sai dizendo q vai lascar quem o agrediu. Haaa data venia deputado. Todo mundo em quarentena por conta do corona, e o bonito na festinha! Da exemplo deputado! Deixa de ser ridículo!

    Resposta
  • 27 de março de 2020 em 09:27
    Permalink

    Parabéns aqueles que o elegeram!

    Resposta
  • 27 de março de 2020 em 12:54
    Permalink

    Tem que colocar esse deputado verme e canalha no xilindró, esse é o tipo de político que tem que ser extirpado do vida pública, se acha o bonzão mas não passa de um merda .

    Resposta
  • 27 de março de 2020 em 13:14
    Permalink

    Uma vergonha pra Democracia. Um parlamentar agredindo policiais enquanto executam seus servicos de proteger e zelar pelo bem comum. Esse parlamentar deve ser punido. O Secretario de Policia deve conduzir essa situacao junto ao governador e pedir punição desse parlamentar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *