Depois de impor quarentena, tráfico agora oferece até álcool em gel

Após passarem a impor regras da quarentena para moradores de várias comunidades espalhadas pelo Rio, entre elas em Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, em algumas delas determinando até toque de recolher, sob a ameaçada de “punição”, agora os traficantes estão tentando demostrar que estão engajados com algumas das normas de prevenção contra o contágio da Covd-19.

Em pontos de venda de drogas, traficantes estão oferecendo uma espécie de “combo”, onde a facção Comando Vermelho (CV) distribui para usuários pequenos frascos de álcool em gel junto com as drogas que são vendidas para usuários. O “kit” está sendo exibido em redes sociais. Numa das postagens, traficantes do bairro Jardim Catarina, São Gonçalo, dizem que na “promoção” da maconha, por R$ 10, o usuário ganha um pequeno frasco de álcool em gel, para higienização.

Nas mesmas “promoções” dos criminosos, eles utilizam até o nome de ídolos do esporte, como de jogadores de futebol, além de escudos de clubes de massa, como o rubro-negro. Em poucos dias, as determinações do tráfico para isolamento de moradores de comunidades se espalharam para diversos pontos do estado. A polícia afirma que está investigando desde  relatos de toque de recolher até denúncias de moradores que foram agredidos por descumprirem as ordens.

A tal “cartilha” do tráfico se espalhou pelas redes sociais, atingindo os conjuntos de comunidades que formam os complexos do Caramujo, na Zona Norte de Niterói, do Salgueiro, além de localidades situadas em bairros como Neves, Santa Izabel, Marambaia (na divisa de São Gonçalo com Itaboraí), entre outros.

Em algumas comunidades, nas zonas Norte e Oeste do Rio, para intensificar as mensagens aos moradores, criminosos estão usando até carros de som. Um dos jargões usados nas mensagens é: “Abraço o papo, pro papo não te abraçar”, aconselhando as comunidades a obedecerem as determinações de não formarem aglomerações em locais públicos e usarem máscaras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − 1 =