Dentista niteroiense fabrica EPIs e doa para unidades públicas de saúde

Durante este período de pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas tem deixado sua zona de conforto e tem feito o possível para ajuda o próximo, seja entregando compras para idosos, doando alimentos ou material de limpeza. Mas há quem possa fazer mais e está fazendo. Os equipamentos de proteção usados pelos agentes de saúde estão em falta e mesmo assim muitos estão trabalhando, pensando nisso um dentista de Niterói tem produzido em casa equipamentos de proteção individual (EPIs) e doando para as redes públicas de Niterói e São Gonçalo.

Marcel Baltazar, de 47 anos, conta que hoje não trabalha mais na rede pública, mas já trabalhou anos e sabe como os profissionais de saúde se empenham mesmo com o mínimo de insumo, “ eu sei a dificuldade de estar lá”, lembrou.

Ele conta que tem duas impressoras 3D e por saber desenhar em 3D, há pouco mais de 10 dias tem produzido escudos faciais, para proteger os profissionais da saúde. Ao todo já foram produzidas 50 e todas já foram doadas. “ tenho algumas impressoras e algumas dessas podem imprimir materiais de EPI, eu separei duas impressoras para poder fazer EPIs. Por saber que está faltando no mercado, tendo as máquinas resolvi fazer a minha parte”, explicou.

O dentista conta que enquanto houver material – que além do seu bolso, recebe doações – ele irá continuar fabricando os equipamentos. Segundo Marcel, cada máscara leva cerca de 2 horas para ser fabricada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =