Demolições já começaram na Marquês do Paraná

Pedro Conforte –

O cenário da esquina da Avenida Marquês do Paraná com a Rua Dr. Celestino, no Centro de Niterói, já começou a mudar. Desde semana passada foram instalados andaimes e uma tela protetora na fachada de um dos prédios para começar a demolição dos imóveis. Neste momento, o trabalho está sendo feito na parte interna do edifício, com a retirada de portas e janelas, mas a previsão dos trabalhadores – que atuam na obra – é que em até três semanas haja a primeira demolição.

De acordo com a Prefeitura de Niterói a intervenção começou na segunda-feira passada. “Durante toda a execução da obra será colocada uma tela protetora na fachada. Para evitar impactos negativos no trânsito desta área, os caminhões para a retirada do material estarão no local apenas no período entre 9 e 15 horas. Os outros dois prédios que serão demolidos já estão sendo desapropriados. A previsão é de que obra seja realizada em quatro meses”, esclareceu em nota.

No total, serão necessárias 51 desapropriações na área. A obra será a primeira realizada com recursos obtidos através do modelo de outorga onerosa, que financiará ações do processo de requalificação do Centro. Serão utilizados R$ 11,8 milhões, dos R$ 14 milhões já pagos por investidores que tiveram seus projetos aprovados para a região Central da cidade.

Sobre a obra
A Avenida Marquês do Paraná é um dos principais eixos para os veículos que seguem do Centro para a Zona Sul. A prefeitura espera que a intervenção resolverá o gargalo formado no fim da Rua Doutor Celestino por causa do mergulhão Ângela Fernandes.

No sentido Icaraí, a via ganhará mais duas faixas de rolamento, totalizando cinco pistas e ciclovia no trecho entre as ruas Doutor Celestino e Miguel de Frias. O projeto também inclui a reurbanização até a Avenida Amaral Peixoto, com calçadas dentro das normas de acessibilidade e uma nova praça sobre o mergulhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *