Delegado e inspetor são alvos de atentado na Niterói-Manilha

Augusto Aguiar –

Três (ou quatro) bandidos, possivelmente oriundos de Niterói, São Gonçalo ou Itaboraí, estão sendo procurados pelas polícias Civil e Militar da Região Metropolitana desde o fim da noite de quarta-feira, quando atacaram a tiros um delegado e um inspetor da Polícia Civil durante uma provável e ousada tentativa de assalto. Houve confronto, e nos carros envolvidos na ação ficaram as marcas da intensa troca de tiros. Pelo menos a princípio não houve registros de entrada de nenhum suspeito baleado nas unidades hospitalares dos três municípios.

Por volta das 22 horas, o titular da 71ª DP (Itaboraí), delegado Vilson de Almeida, seguia de carro, modelo Renaut Duster pela Rodovia Niterói-Manilha (BR-101). O inspetor Frazão, este chefe do Grupo de Investigação Complementar (GIC) da 74ª DP (Alcântara), trafegava logo atrás num outro carro, quando na chegada ao bairro do Gradim, em São Gonçalo (pista sentido Niterói), criminosos armados que estavam numa picape, modelo Hilux, tentaram abordar o carro conduzido pelo delegado. O inspetor Frazão percebeu e reagiu a tiros, dando início ao confronto. Percebendo que levariam a pior, os bandidos fugiram pouco antes da chegada de reforço policial em apoio aos policiais civis. Logo em seguida, o veículo usado pelos criminosos foi encontrado abandonado ainda na BR-101, nas proximidades do Rio Marimbondo (altura do km 314), no mesmo bairro. Os dois carros apresentavam marcas de tiros na lataria e para-brisas.

Ainda na noite de quarta-feira, o delegado e o inspetor alegaram que não teria ocorrido um “atentado”, preferindo avaliar a ocorrência como uma tentativa de assalto. O veículo usado pelos marginais era roubado. Um policial que seguia em outra viatura descaracterizada atrás do carro do delegado viu a ação criminosa e reagiu. Houve confronto. Ninguém ficou ferido. Os criminosos conseguiram fugir. Em nota, a Polícia Civil informou que o delegado teria sido vítima de “tentativa de homicídio”. A ousadia dos criminosos ocorreu em meio ao fato que o patrulhamento na Rodovia BR-101 já estava sendo intensificado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), justamente para reprimir a prática de arrastões e ações de quadrilhas especializadas em roubos de carga. Operações pontuais também estão sendo realizadas PRF, em parceria com Forças de Segurança e da Polícia Militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =