De Niterói para a Paraíba

Alunos do Colégio Pedro II, no Barreto, Zona Norte de Niterói, estão participando do Torneio Internacional de Robótica, que acontecerá nessa sexta e sábado em João Pessoa, na Paraíba. A turma do professor de física Márcio Nasser Medina trabalhou desde o ano passado na construção de três robôs, que vão concorrer em quatro categorias. Além dessa construção, o grupo coleciona troféus, o último foi pelo 4º lugar na Competição Fórmula Drone Sae Brasil, conquistado por dois alunos da escola.

Nessa viagem seis alunos vão apresentar o projeto no concurso, que reúne candidatos de todos os cantos do mundo, levados pelo próprio Medina. Desde 2014 o campus possui um laboratório de robótica, que é um projeto paralelo ao estudo normal, com incentivo do Governo Federal para 19 alunos. Além disso o grupo tem parceria externa com um curso de robótica do Rio de Janeiro, Infotec. “O aluno ganha autonomia.

Diferente da escola onde o aluno estuda, faz exercício e faz uma prova, no laboratório não temos as respostas certas. Treinamos e quando chegamos no campeonato não sabemos os resultados. Iluminação, ruídos, tremores e outros desafios que saem do controle podem interferir no resultado final. Então eles aprendem o desafio e isso é fantástico”, comentou o professor.

Os três robôs vão competir nas seguintes categorias: resgate de alto risco, resgate no plano, resgate no centro da Terra e de dança. Os alunos trabalharam desde ano passado na construção dos robôs que foram feitos para serem usados sem controle remoto, ou seja, através de inteligência artificial, com engrenagens motores, programações, eletricidade e muita física. E os robôs são feitos através de um kit da Lego (Mindstorms). “Acho muito maneiro poder participar disso tudo, acho difícil mas é um desafio instigante. Aprendo muito com os colegas e os professores e é um trabalho em equipe. Minha família fica muito orgulhosa de mim, ainda mais que meu pai é engenheiro, e ele ficou muito feliz”, comentou Enzo Ribeiro, 16 anos, um dos seis alunos que vão viajar. Além dele Marco Mendes, 17 anos, Wenya Li, 18 anos, Julian Lins, 17 anos, Daniel Tavares, 17 anos e Gabrielly Montenegro de 16 anos, completam o time.

Para conseguir as passagens desses seis alunos e o professor, o grupo fez uma ‘vaquinha’, além da ajuda federal da verba de incentivo. “Com a ajuda de todo mundo, conseguimos formar esse grupo e vamos representar Niterói nesse evento tão importante”, comentou Márcio que ressaltou que o curso de robótica Infotec ajudou com a hospedagem do grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =