Cuidado redobrado na reabertura das academias

As academias foram liberadas para funcionarem com restrições em Niterói. O processo faz parte de uma primeira fase onde os estabelecimentos foram autorizados a funcionar com a obrigatoriedade de tapetes sanitizantes, disponibilidade de álcool em gel 70% e aferição de temperatura. Cada espaço precisa ter cartazes informativos sobre a lotação máxima permitida, a metade da capacidade de atendimento ao público sendo de uma pessoa a cada 9 metros quadrados. As exigências em relação aos aparelhos de exercícios são de higienização de papel toalha embebido em álcool 70% a cada uso. Nos banheiros por hora poderão ser utilizados somente os sanitários e as pias, estando vetado o uso dos chuveiros.

“Eu parei de frequentar a academia bem no começo da pandemia mesmo, em março. Eu costumava ir de segunda à sexta-feira. Para não perder todos os avanços que que eu havia conseguido na academia, eu mantive alguns exercícios em casa como flexões, agachamentos e abdominais. Também corria à tarde no estacionamento do prédio onde eu moro mantendo o distanciamento. Claro que não é a mesma coisa do que praticar os exercícios nos aparelhos da academia, mas era o possível no momento para preservar a minha saúde e a da minha avó. Eu estou um pouco receoso em retornar à academia ainda sem nenhuma vacina de eficácia comprovada, mas quando eu retornar pretendo observar bem se as regras de combate a Covid estão sendo aplicadas”, contou o estudante de Ciências Atuariais Leonardo Oliveira, de 27 anos, que pretende voltar à rotina de exercícios em uma academia próxima ao Plaza assim que tiver novamente as suas atividades presenciais de estágio no setor administrativo da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Somente a partir do dia 1º de agosto está prevista a liberação dos chuveiros, na segunda fase do cronograma, quando também será liberado o uso das piscinas sob regras específicas. A partir deste ponto será permitida também a ocupação de 30% dos espaços e aulas coletivas. Preocupado em atender à todas as exigências legais, alguns empresários abrirão na próxima semana.

“Eu vou abrir no próximo dia 27 por questão de opção e por questão de organização mesmo, para deixar tudo o mais perfeito possível para este retorno com segurança. Eu conversei com os alunos e a maioria já iria voltar também na próxima semana então nós ficamos acordados assim. Eu prefiro ter tempo para organizar tudo da forma que deve ser. Nós já atendíamos a poucas pessoas por horário para poder dar uma atenção maior aos alunos, algo mais personalizado”, enfatizou o professor de educação física, pós graduado em musculação e treinamento de força, Felipe Fagundes Moore, de 31 anos, dono de um estúdio de exercícios na Gavião Peixoto, em Icaraí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 10 =