Cubango vai homenagear o patrono da abolição na Sapucaí

Nos dias 21 e 22 de fevereiro as 14 Escolas de Samba do Grupo Série A (antigos grupos de Acesso A e B) vão cruzar a Marquês de Sapucaí e a vice-campeã de 2019, a Acadêmicos do Cubango, aposta todas as suas fichas para o título desse ano. A verde e branca de Niterói vai levar para a Avenida o enredo “A voz da liberdade”, assinado pelos carnavalescos Raphael Torres e Alexandre Rangel, que conta a história de Luiz Gama, Patrono da abolição da escravidão do Brasil.

A escola pretende resgatar na figura de Luiz Gama, a luta antirracista, a construção de um país melhor e uma sociedade igualitária. Essa é uma das justificativas do enredo. Gama foi um exemplo no combate ao racismo e conseguiu estudar Direito e foi responsável pela liberdade de mais de 500 negros escravizados.

O carnavalesco Alexandre Rangel explicou que o enredo fala da ancestralidade de Luiz Gama e da força da mulher

“O Carnaval é uma caixinha de surpresas e o que vai acontecer no dia só na hora vamos saber. Esse é o primeiro ano que estou na escola e estamos trabalhando para fazer um desfile nota dez”, comemorou.

Ao todo serão 2.300 componentes divididos em 21 alas com três carros alegóricos e um tripé. O destaque ficará para o carro abre-alas que tem 45 metros de comprimento, 12 metros de altura e vai cruzar a avenida com 70 mulheres negras.

Em média, no barracão, estão trabalhando 30 pessoas entre carpinteiros, ferreiros, soldadores e artistas plásticos. O carnavalesco Raphael Torres salientou que a produção no galpão está em 70% de carnaval pronto.

“Essa parte decorativa é a mais demorada pois estamos trabalhando com o acabamento das alegorias. Será um desfile lindo e emocionante”, promete.

Questionado sobre algum segredinho de avenida, Torres deu uma pista.

“Vamos ter uma ala com 12 cachões que vão atirar na avenida. Será uma explosão de emoção e de reflexão”, completou.

Quem está muito animada para o desfile é a musa da escola, Gleice Souza, 32 anos, mais conhecida em Niterói como ‘Gleice Quebra-Tudo’ ou a gari gata da cidade.

“Trabalho como gari e divido a minha rotina de trabalho com meus treinos, procedimentos estéticos e ensaios para o carnaval. Vou desfilar no Sambódromo como uma escrava vendedora de flores e estou preparada para fazer o melhor para ajudar a escola na vitória”, comemorou.

SAMBA ENREDO

A voz da liberdade

Compositores: Robson Ramos, Sardinha, Anderson Lemos, Jr. Fionda, Duda Tonon,

Sérgio Careca, Alessandro Falcão, Rildo Seixas, Rafael Coutinho, Manolo, Léo Castro,

Diogo Nicolau, Lequinho e Vinicius Xavier.

Se a igualdade fosse cor?

De mahin nagô é raça

Pra mordaça não vingar

Tenho a resistência como ninho

De luiza o passarinho que se permitiu voar

Certo que nego liberto, segura a mão do irmão

Ê sangue malê, rebelião

Ilê meu são salvador

Salva a dor dessa gente escrava, dolente

Que não se entrega não

Quebra a corrente

Sei do meu valor

Não me bote preço não, bote não senhor

Que meu povo é bom de luta

Alforria fez morada em meu peito

É preto sim, meu legítimo direito

Tremeu na casa grande o opressor

Com o peso da palavra de um negro

Quando um novo horizonte vive

Meu povo é livre!

Quem sou eu?

O berro contra toda tirania

Cabresto não segura poesia

Enfim um canto forro ecoou

Lute como um dia eu lutei

Um sonho, tantas vidas, uma lei

Meu lugar de fala

Hoje favela, ontem senzala

A chibata não cantou, kabô lerê

Firma no batuquejê, cubango!

Uma história de bravura, testemunha da verdade

Eu sou a voz da liberdade!

FICHA TÉCNICA

Presidente
Rogério Belisário

Carnavalescos

Raphael Torres e Alexandre Rangel

Direção de carnaval
Tavinho Novello

Direção de harmonia
Jorginho do Império e Allan Guimarães
Direção de bateria
Demétrius Luiz
Rainha de bateria
Maryanne Hipólito

1º Casal de mestre-sala e porta-bandeira
Patrícia Cunha e Diego Falcão
Casal de mestre-sala e porta-bandeira
Mariana Azevedo e Rodrigo Machado

Responsável pela comissão de frente
Patrick Carvalho

Intérprete

Thiago Brito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 4 =