Criminosos em motos tocam o terror no Mutuá

Augusto Aguiar

O aumento da incidência de crimes de roubos a transeuntes no perímetro da Praça José Pedroso, conhecida como Praça do Mutuá, em São Gonçalo, está sendo atribuído por moradores à desativação de um DPO da Polícia Militar. Na manhã de quinta-feira (20), várias postagens em redes sociais informaram que dois homens numa motocicleta estariam praticando roubos a pedestres no local.

“Já pedimos reforço de policiamento aqui, mas a viatura da PM passa de vez em quando. Esses bandidos estão atacando quase todos os dias. Desde que O DPO foi desativado, os bandidos passaram a não deixar mais os moradores em paz. Tem assalto quase todo dia. Eles roubam os pertences da gente e ainda nos ameaçam”, afirmou uma moradora.

Ela admitiu que poucas vítimas procuram a delegacia do bairro (72ª DP/Mutuá) para formalizar o registro de ocorrência.

Na manhã de ontem, segundo as postagens em redes sociais, os criminosos teriam abordado alguns transeuntes e também estudantes que seguiam para a escola, uma das quais a Escola Estadual Ismael Branco. O alvo dos criminosos são os celulares, além de dinheiro e joias. De acordo com comerciantes e moradores locais, a desativação da cabine da PM na localidade já dura alguns anos e, desde então, alterna com reabertura e fechamento. Até mesmo o lazer na praça, que era comum há algum tempo, passou a ser um ato arriscado. Ao invés disso, o que ocorre segundo algumas pessoas são suspeitos consumindo drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =