Criança mostra dedo do meio e juiz faz relato na súmula em jogo do Flamengo

O que era pra ser apenas uma situação normal envolvendo um torcedor pode se transformar em problema para o Flamengo. Isso porque o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior relatou na súmula que uma criança na arquibancada, no setor destinado à delegação do Flamengo, “vestindo uma camisa do clube, fazendo gestos obscenos com os dedos do meio” e gritando “Parem de roubar, seus ladrões do c…”. A cena aconteceu ontem (8) na derrota do Rubro-Negro para o Internacional por 4 a 0, no Maracanã.

Além da gesto, feito no final do primeiro tempo, Roberto também detalhou na súmula a expulsão de Gabigol por aplaudir, de maneira irônica, o cartão amarelo recebido por dar um chute na bola com a partida paralisada.

“(Expulso) por, após receber uma advertência com cartão amarelo, bater palmas de forma irônica, por diversas vezes, em direção ao árbitro. O mesmo atleta, quando saía do campo de jogo, proferiu as seguintes palavras: ‘Isso é uma piada! Por isso que o futebol brasileiro é essa várzea!'”, relatou o árbitro na súmula.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.