Creches comunitárias de São Gonçalo não têm data para início do ano letivo

A Associação Comunitária Rosângela Ângelo, que representa as 34 creches comunitárias de São Gonçalo, entregou uma carta de regulamentação para a Câmara dos Vereadores do município com sugestões de normas para o funcionamento dessas instituições conveniadas. Entre os pedidos, o grupo solicita que o início do ano letivo seja igual da rede de ensino municipal e estadual, em fevereiro, já que a data prevista está somente para março. Responsáveis pelas crianças apontam que a Prefeitura de São Gonçalo está sem recursos para pagar as creches comunitárias para funcionar em fevereiro. O assunto será debatido entre a Associação e a subsecretaria de Educação municipal na manhã de hoje.

A presidente da Associação, Maria de Fátima Silva, explicou que as creches comunitárias funcionam através de contratos de 12 meses, mas que esse ano ainda não foi definido como ficará essa questão. A carta de regulamentação continha normas que os responsáveis por esses espaços querem que sejam seguidas, até mesmo como garantia em trocas de governo. Também foi pedido aumento da verba destinada para esses espaços, que segundo a presidente, é praticamente metade do que o Rio de Janeiro recebe.

“Em média cada aluno custa R$ 600 por mês para a Prefeitura do Rio e nós recebemos uma média de R$ 364 por aluno. Queremos estabilidade no nosso trabalho e por isso montamos o documento”, resumiu.

A manicure Jéssica Correia, 26 anos, é mãe de duas crianças, de 3 e 2 anos, que estão matriculadas na Creche Comunitária São Francisco de Assis, no Jóquei, disse que ainda não sabe quando vão começar as aulas.

“Eu estou precisando trabalhar e fiquei sabendo que só vou poder deixar meus filhos na creche em março. Isso está me atrapalhando muito pois eu preciso atender minhas clientes. Quando eu tenho alguma cliente para fazer unha eu deixo meus filhos com a avó. Quando a avó não pode eu tenho que levar eles comigo mas não é toda cliente que gosta dessa movimentação de criança”, lamentou a moradora do Jardim Nova República, em São Gonçalo.

A Prefeitura de São Gonçalo informou através de nota que o ano letivo na rede pública de ensino começa dia 10 de fevereiro. Nas creches conveniadas, o início está previsto para março, de acordo com o edital publicado, que atende à legislação em vigor. Neste caso, está sendo estudada a possibilidade de antecipação para fevereiro. Porém, ainda de acordo com a Prefeitura, começando em março ou fevereiro não haverá prejuízo ao ano letivo, sendo cumpridos os 200 dias previstos em lei, e que a verba destinada às creches conveniadas atende à legislação em vigor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =