CPI da covid quer descobrir quem autorizou entrada de jogadores argentinos em campo

A CPI da Covid pretende protocolar um pedido de informações para tentar descobrir quem autorizou os jogadores argentinos a entrarem em campo ontem (5), em São Paulo. Segundo o vice-presidente da Comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), caso não receba as informações, a CPI estuda convocar a CBF ou a Anvisa.

“Vamos enviar requerimento à CBF, através da CPI da Pandemia, solicitando resposta para o seguinte: Com quais autoridades o Governo Brasileiro fez ‘acordo’ para burlar as regras sanitárias da Anvisa?”, publicou o senador nas redes sociais.

Durante uma entrevista ainda na noite de ontem, Randolfe Rodrigues também destacou que “foi dito por vários interlocutores, inclusive pela Conmebol, que havia um ‘acordo’ para com as autoridades do governo brasileiro para a participação dos quatro jogadores que foram identificados pela Anvisa burlando as normas sanitárias do nosso país.” Segundo o vice-presidente da CPI, “nos interessa muito menos a questão do futebol. Nos interessa demais saber quais foram as autoridades brasileiras que constituíram eventual acordo que tenha ocorrido burla às normas sanitárias do nosso país”, concluiu o senador.

Agentes da Anvisa entraram no gramado da Neo Química Arena e interromperam o jogo entre Brasil e Argentina, partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O objetivo dos agentes era impedir que os quatro jogadores argentinos que vieram da Inglaterra sem cumprirem quarentena, pudessem entrar em campo para o confronto contra a seleção brasileira.

O presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres solicitou a deportação imediata dos quatro jogadores por mentiram na declaração de viajantes. Segundo ele, os jogadores omitiram que havia passado pela Inglaterra e não cumpriram a quarentena estabelecida pelo protocolo de medidas sanitárias em vigência no Brasil. “Quem são essas autoridades? Por que elas participaram de acordo contra a norma legal existente no Brasil em relação a normas sanitárias? Isso sim é um tema para averiguação da comissão parlamentar de inquérito”, declarou Randolfe Rodrigues.

O senador afirmou que, por enquanto, a CPI quer apenas informações sobre quem foram as autoridades que permitiram a entrada dos jogadores em campo. Caso não receba essas informações, a CPI analisará a possibilidade de convocar integrantes da CBF ou da Anvisa.

Questionado sobre a possibilidade de incluir novas convocações no calendário da CPI, o senador afirmou que “a comissão não pode se omitir visto que há um flagrante descumprimento das normas sanitárias brasileiras.”

Foto: (divulgação Pedro França/Agência Senado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 1 =