CPI da Covid aprova convocação de representantes do Facebook e do Google

A CPI da Pandemia aprovou, nesta quarta-feira (23), a convocação de representantes do Facebook e do Google e quebras de sigilo de empresas de Carlos Wizard e de organizações sociais que administram estruturas de saúde no Rio de Janeiro.

No caso das empresas de tecnologia, os senadores querem investigar a divulgação de informações consideradas contra a ciência por essas plataformas. Também foram aprovados pedidos de informações a diversos ministérios. Os senadores também aprovaram pedido de auditoria pelo Tribunal de Contas da União (TCU) das “motociatas” promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro com apoiadores.

Durante discussões, na sessão desta quarta-feira, o relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “estava diretamente envolvido” na compra da vacina Covaxin. “Estávamos tratando essa investigação como mero caso de omissão. Mas precisamos evoluir para o patamar seguinte: foram ações deliberadas”, disse o parlamentar.

Em seguida, o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM) encerrou a reunião após a aprovação de requerimentos e discussão sobre os próximos depoimentos. O colegiado volta a se reunir nesta quinta-feira (24) a partir das 9h30min.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 19 =