Covid-19: São Gonçalo decreta 12 dias de restrições mais severas

A Prefeitura de São Gonçalo anunciou que a cidade continua com risco médio de contaminação e de quinta-feira (25) até o dia 5 de abril novas medidas restritivas terão de ser tomadas. O objetivo é diminuir a circulação de pessoas nas ruas, evitar o contágio e a progressão da Covid-19. A medida foi tomada pelo gabinete de crise que envolvem várias secretarias municipais que tomam como base os dados epidemiológicos da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil. Crianças menores de três anos estão proibidas de circularem em shoppings, cirurgias eletivas foram suspensas e bares e restaurantes podem funcionar entre 11h e 21h.

Diferente de Niterói e Rio de Janeiro que determinaram o super feriado, de 26 de março até 4 de abril, São Gonçalo decretou 12 dias de mudanças na rotina dos gonçalenses. De acordo com nota da Prefeitura as escolas das redes pública e privada passarão a funcionar apenas no modo remoto; as aulas presenciais estão suspensas. Fica proibida a realização de eventos sociais em ambientes como salões e casas de festas e de qualquer atividade com presença de público, que envolva aglomeração de pessoas, tais como eventos desportivos, shows, casas noturnas, carros de som, trio elétrico, passeata, parques externos e internos, salas de jogos, cinemas, espaços de entretenimento externos e internos.

Os serviços essenciais poderão funcionar mas obedecendo algumas normativas, como funcionar com 40% da capacidade nos horários normais de funcionamento. Isso vale para: farmácias, comércio de equipamentos médicos, serviços assistenciais de saúde e óticas; supermercados, padarias, açougues e peixarias, assistência veterinária, postos de combustíveis, lojas de conveniências, chaveiros, locação de veículos; e serviços funerários.

No setor de alimentos, bares e restaurantes podem funcionar entre 11h e 21h, lojas de conveniência entre 7h e 20h e delivery de refeições e lanches entre 6h e 23h. Outros serviços que são tidos como essenciais, como as lojas de materiais de construção e serviços de mecânica e comércio de autopeças, só podem ficar abertos das 9h às 17h. E shoppings e centros comercias de 12h às 21h, mas nesses estabelecimentos estão proibidas crianças menores de três anos. Comércio de modo geral poderão funcionar entre 10h e 18h. Barbearias, salões de beleza, academias, estúdios de pilates e centros de ginástica poderão funcionar com capacidade limitada de 40%, entre 6h e 22h. As atividades religiosas podem acontecer entre 6h e 22h.

De acordo com a Prefeitura de São Gonçalo todos os estabelecimentos autorizados a funcionar pelo decreto deverão preencher um Termo de Compromisso de Responsabilidade Social para Controle da Pandemia decorrente da Covid-19 e expor tal documento em local visível aos frequentadores. Os estabelecimentos deverão adotar uma série de procedimentos para impedir a aglomeração de pessoas e garantir o atendimento preferencial a clientes com idade igual ou superior a 60 anos. Deverão manter controle de acesso na porta de entrada, além de divulgar informações sobre a pandemia e respectivas medidas de prevenção, exigindo uso de máscaras e álcool em gel, além da aferição de temperatura corporal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + dezesseis =