Covid-19: Maricá vacinou os primeiros profissionais da saúde

Como previsto no plano de vacinação, a cidade de Maricá iniciou nesta terça-feira (19) a imunização da população. O ato solene aconteceu no Hospital Municipal Ernesto Che Guevara, em São José do Imbassaí. A vacinação será, inicialmente, em profissionais da saúde, idosos em asilos e tribos indígenas.

A primeira ser vacinada foi a Técnica de Enfermagem que trbalha na linha de frente do combate a covid-19 do Hospital Conde Modesto Leal, Lenilza Silva, 64 anos.

Logo depois dela, outros profissionais da saúde receberam dose. A Técnica de Enfermagem do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, Roselene Ruiz; O Médico Cirurgião Torácico do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, Sthefano José Gomes Pereira; Técnica de Enfermagem do Hospital Municipal Conde Modesto Leal, Ilda Maria Freitas Gonçalves; Bióloga responsável pelas análises laboratoriais da Covid, Cláudia Rodrigues; Técnica de Enfermagem do Hospital Municipal Conde Modesto Leal, Leniza Corrêa Dutra; Médico no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, Luis Carlos Artus; Médico Coordenador da Rede de Urgência e Emergência de Maricá – Virologista, Imunologista e Mestre em doenças infecciosas – Pesquisador da UFRJ e Professor da Unirio, Marcelo Costa Velho Mendes de Azevedo.

De acordo com o Ministério da Saúde a vacina será aplicada em duas doses, sendo a segunda entre 14 e 28 dias de intervalo.

A Bióloga Cláudia Rodrigues destacou que o momento é de recomeço.

‘É um momento esperado por todos nós. Passamos por tudo isso, mas cheios de esperança e fé. É um momento de orgulho e gratidão a todos. Tivemos perdas e tristezas, mas hoje começamos o ano bem. Começamos com esperança de ter um ano melhor. Em 2020 colhemos o aprendizado para fazer de 2021 um ano melhor. Hoje é um dia de recomeço, um grande recomeço através da vacina e de Deus”, disse.

O vice-prefeito de Maricá, Diego Zeidan, comemorou o dia histórico na cidade e aproveitou para reforçar que, apesar da vacina, ainda não acabou.

“Hoje é um dia histórico! Apesar de todo retrocesso, hoje reafirmamos os valores da ciência e os valores da vida. Infelizmente tivemos que readequar a vacinação por conta das doses reduzidas e aproveito para dizer que não tomarei minha vacina enquanto o plano de vacinação não for cumprido. Ainda não acabou! Vamos seguir com os cuidados”, falou.

Para secretária de Saúde, Simone Costa, o momento é de esperança.

“Hoje é um dia de fé, alegria e esperança. Hoje é momento de vitória. É o início, o começo da vitória contra o Covid. Temos muito que trilhar ainda, não acabou. Hoje temos esperança. Em breve vamos vacinar todos que ficaram na linha de frente, que foram pra guerra contra esse monstro que ninguém sabia o que era. Isso é um marco, vamos continuar trilhando”, contou.

Simone ainda falou sobre as novas fases de vacinação na cidade.

“As fases da vacinação serão ampliadas conforme aumentar as doses fornecidas para Maricá. Não é hora de ir ao posto buscar a vacina. Não terá vacina nos postos. A partir do momento que for ampliado, vamos expandir. Nosso desejo que seja o mais breve possível”, declarou.

Maricá recebeu a quantidade de doses pra vacinar 0,88% da população. Por conta disso o plano de vacinação terá que ser reajustado. O quantitativo é baseado em métricas do Ministério da Saúde, que, segundo dados da Prefeitura, não correspondem com a realidade de Maricá.

‘Recebemos um quinto do que havíamos programado, só 2.035 doses. A vacina é importante, é um marco, só temos uma quantidade muito pequena para distribuir nesse primeiro momento. Não temos uma previsão da próxima remessa”, ressalta a secretária de Saúde de Maricá, Simone Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 8 =