Covid-19: Manifestação contra as medidas restritivas na Praia de Icaraí

Uma manifestação na Praia de Icaraí reúne mais de 200 pessoas na manhã desse domingo (11). O ato é realizado pela Marcha da Família Cristã pela Liberdade, acontece em todo o Brasil, e em Niterói teve concentração na frente da Reitoria da UFF. Os manifestantes pedem liberdade durante o enfrentamento da pandemia da Covid-19, são contra o decreto de restrição de circulação, defendem a liberdade de irem aos cultos em templos religiosos e defendem o direito ao trabalho dentro dos protocolos específicos de segurança e saúde de cada atividade.

O grupo seguiu em caminhada pela Praia de Icaraí, que ficou parcialmente congestionada, e ocupou até mesmo a areia da praia. De acordo com nota do movimento Marcha da Família Cristã pela Liberdade o ato tem seus valores alicerçados no conceito das três palavras “Deus, Família e Liberdade”. O ato agendado para esse domingo em todo o país cumprindo todos os protocolos de saúde e segurança preconizados pelo Ministério da Saúde.

Mas o recente decreto n° 13.989/2021 publicado pela Prefeitura de Niterói, onde foi prorrogada a restrição até dia 18 e apertou ainda mais a normativa para estabelecimentos comerciais da cidade, fez empresários da região também se juntarem ao movimento. “O movimento tomou corpo, principalmente com a forte adesão dos comerciantes insatisfeitos com as restrições impostas pelo executivo municipal, que não ouviu nenhum deles e impôs sua vontade à revelia das graves consequências de uma paralisação que faliu muitos e desempregou milhares de toda cadeia produtiva”, contou o empresário do ramo de roupas e acessórios, Marcio Nalin de 48 anos.

Nalin também opinou sobre o que poderia ser feito durante a pandemia para não afetar a economia. “Cessar as medidas restritivas. Permitir a abertura do comércio respeitando as normas de higiene e segurança. Ampliar o horário de atendimento para evitar aglomeração e oferecer horários alternativos aos clientes. Aumentar a frota de ônibus para evitar aglomeração. Disponibilizar pela rede municipal o tratamento precoce. Com o povo sem meios para garantir o mínimo para sobreviver, sem emprego e esperança, a Covid passa ser só um coadjuvante. É necessário cuidar simultaneamente da doença e da economia. Todo trabalho é essencial para quem depende dele pra sobreviver”, completou.

REPRESENTANTE DA MARCHA

João Rodrigues, representante da Marcha em Niterói, explicou que o cunho da manifestação não é político. “É um movimento cristão e da família. A única pauta é a liberdade de ir e vir, de poder trabalhar e liberdade de culto. Tudo conforme a constituição federal. Não aceitamos pessoas que venham desabonar qualquer autoridade constituída fora dela. A pauta não é desabonar nenhuma instituição ou falar mal do congresso”, frisou. Questionado sobre a pandemia e como conter o avanço do vírus Rodrigues contou que busca o protocolo estipulado do Ministério da Saúde. “O distanciamento preconizado pelo Ministério da Saúde, o uso da máscara e do álcool em gel. Não estamos contra isso e estamos querendo ajudar. Os templos religiosos fazem trabalho excepcional para as pessoas até em caráter social. Fechando os templos essas pessoas menos favorecidas vão ficar prejudicadas. Temos consciência e cidadania”, frisou.

One thought on “Covid-19: Manifestação contra as medidas restritivas na Praia de Icaraí

  • 11 de abril de 2021 em 16:12
    Permalink

    Se o gado insiste em ir para o matadouro, que vá !
    Parabéns ao Prefeito de Niterói que cumpre sua obrigação de tentar salvar vidas.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 4 =