Covid-19: Itaboraí com novas regras de restrição

A cidade de Itaboraí está com novas medidas de restrição, parte do enfrentamento do município contra a propagação da Covid-19. O decreto municipal passa a valer dessa segunda-feira (5) até dia 19 de abril, inclusive com a alteração para a bandeira vermelha com alto risco de contaminação. Entre as mudanças estão que estabelecimentos alimentares, como bares, restaurantes e lanchonetes podem funcionar com até 30% da capacidade de lotação e presença de clientes; com horário de atendimento até às 22h e o presencial pode ser estendido até às 23h.

De acordo com nota a mudança de bandeira foi possível graças ao aumento para 23 leitos habilitados de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) na rede municipal de saúde, a ampliação dos pontos de testagem, aumento da quantidade de médicos na linha da frente, ativação da nova estrutura para o polo de pronto atendimento à doença com farmácia integrada, além da conscientização do comércio e da população sobre as medidas restritivas. “A guerra contra essa doença ainda não terminou. Tomamos medidas efetivas para reverter a bandeira roxa. (…) Por isso, peço que todos colaborem para não precisarmos retornar com as medidas mais restritivas. Juntos poderemos vencer essa guerra”, disse o prefeito Marcelo Delaroli.

Bares, restaurantes e lanchonetes. Atividades em casas de shows, boates e eventos com a participação de público continuam suspensas. De acordo com o decreto o atendimento presencial é ‘limitado à 30% da capacidade instalada do estabelecimento, ficará restrito ao período compreendido 6h às 22h. O horário de encerramento do atendimento presencial poderá ser estendido até 23h exclusivamente para atendimento dos clientes que já estiverem dentro do estabelecimento’.

Os shopping centers e centros comerciais podem abrir das 10h às 20h com limite de 30%, lojas de rua e galerias de 6h às 20h; e salas de cinema e teatro com 50% de capacidade. Atividades ao ar livre permitidas, academias com limitação de 30% exceto equipamentos de uso coletivo de difícil higienização. Também com autorização de 30% de capacidade estão autorizadas igrejas e templos religiosos, assim como casas e salões de festas.

Quem usa o transporte público terá como ‘oferta’ 50% da capacidade da frota e os coletivos deverão circular com janelas abertas e passageiros e motoristas com uso obrigatório de máscara de proteção. Segundo Prefeitura de Itaboraí as restrições visam conter a propagação da doença e a preservação da vida, pedindo a colaboração da população para respeitar e cumprir as medidas restritivas sanitárias e os protocolos. A administração municipal ressalta que reforçará a fiscalização para cumprimento às medidas sanitárias para evitar a propagação do Covid-19 em Itaboraí, através das secretarias municipais de Segurança (Guarda Municipal), Transportes, Fazenda (Posturas) e Saúde (Vigilância Sanitária).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =