Covid-19: Governo retira presidiários da lista de prioridades da vacina

O Ministério da Saúde confirmou a retirada dos presidiários da lista de categorias prioritárias para a distribuição de vacinas contra a Covid-19. Os presos estavam no quarto lote de distribuição das vacinas.

A primeira categoria a receber imunização seriam os profissionais de saúde, idosos com mais de 75 anos e indígenas.
Em segundo lugar na fila, idosos com 60 a 74 anos. Em terceiro, portadores de doenças crônicas, como diabetes, cardiopatias e pressão alta. Por fim, estavam os profissionais de segurança, como policiais e servidores do sistema carcerário, e os presos.

Segundo o último boletim disponibilizado pelo Conselho Nacional de Justiça, de 25 de novembro, o número de casos de coronavírus no sistema carcerário dobrou nos últimos três meses. Já foram registrados 38.387 casos de Covid-19 entre pessoas presas e 11.992 entre servidores desses estabelecimentos, com 213 óbitos no total.


Em nota, o Ministério informou que a lista de prioridades ainda não está fechada e que, enquanto isso, o planejamento dos grupos pode sofrer alterações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =