Covid-19: Carlos Boechat não resistiu aos tratamentos

Eleito vereador de Niterói, Carlos Boechat, é mais uma vítima da Covid-19 na cidade de Niterói. A morte foi confirmada neste sábado (12) por familiares do administrador regional da Região Oceânica, na gestão Rodrigo Neves. Ele estava internado no Hospital Santa Marta, em Santa Rosa, desde dia 19 de novembro.

Enquanto recebia cuidados hospitalares, Boechat teve uma boa recuperação e depois teve um quadro de piora, e teve que ser transferido para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da unidade hospitalar.

O irmão de Boechat, Alexandre Boechat, confirmou nas redes sociais a morte. “Cumpre informar que, meu Amado Irmão, Carlos Roberto Boechat, acaba de perder a guerra contra a Covid. Cuide -se….”

Carlos Roberto Boechat, 70 anos, conhecido como Boechat, foi eleito vereador de Niterói no ano de 2020, pelo partido PDT, com 2.916 votos. O engenheiro, nascido no Uruguai, era casado, pai de quatro filhos, avô de dois netos. Como ele mesmo se descrevia, apaixonado por animais e pela natureza.

Sua trajetória profissional se confunde com a história das grandes obras de infraestrutura e desenvolvimento da cidade de Niterói. Sempre com muito amor e dedicação à Niterói, ele contribuiu em diversas áreas, e em vários órgãos e entidades públicos.

Trabalhou na Superintendência de Limpeza Urbana de Niterói (atual CLIN). Como engenheiro civil, atuou em diversas obras de infraestrutura na cidade, entre elas Alargamento da Estrada Francisco da Cruz Nunes (parte que dá acesso à Região Oceânica), a construção da Estrada Manoel Pacheco de Carvalho (Estrada Velha), a abertura do túnel Raul Veiga (que liga São Francisco à Icaraí), o alargamento das praias de São Francisco e de Charitas e das ligações do Sapê, Caramujo e Ititioca.

Foi o responsável pelo posto do Detran de Niterói (2008 a 2012) e, de 2013 a 2020, participou da gestão do prefeito Rodrigo Neves, onde atuou, como administrador regional da Região Oceânica, em grandes projetos, tais como: CISP (Centro Integrado de Segurança Pública), Transoceânica e o Túnel Charitas-Cafubá, obras de macrodrenagem e urbanização concluídas do Fazendinha, Cafubá, Bairro Peixoto, Boavista e da Av. Romanda Gonçalves. Em andamento no Santo Antônio, Serra Grande e Maravista.

E no Engenho do Mato em processo de licitação, projetos em andamento para drenagem e urbanização do Campo Belo, Itaipu, Jardim Imbuí, Maralegre e Maravista II, programa Região Oceânica Sustentável, que inclui vários projetos como a revitalização do Canto de Itaipu, o Parque Orla Piratininga (POP), urbanização da Estrada Frei Orlando e renaturalização do Rio Jacaré e manutenção e conservação da Região Oceânica, atuando em conjunto ao Núcleo Operacional de Itaipu.

Carlos Boechat é irmão do jornalista Ricardo Boechat, que morreu aos 66 anos no dia 19 de fevereiro de 2019 após a queda do helicóptero em que estava, na Rodovia Anhanguera, em São Paulo. Na época ele estava trabalhando como apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM além de ser colunista da revista ISTOÉ. Além dele o piloto Ronaldo Quattrucci também morreu no acidente. O helicóptero caiu e bateu em um caminhão, mas o motorista teve apenas ferimentos leves.

Amigos e companheiros lamentam morte de Boechat

Amigos e familiares de Carlos Boechat lamentam a morte do vereador eleito. O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, fez uma publicação em suas redes sociais.

Em seu texto, Neves relembra a relação de lealdade e amizade que mantinha com Boechat. Além disso, o prefeito recordou da atuação do vereador em pautas importantes para a cidade, como o Túnel Charitas-Cafubá.

“Uma dor e tristeza imensas no coração pela partida desse amigo incansável, íntegro, que transmitia sempre energias positivas a todos. Que Deus o acolha no reencontro com seu irmão e conforte os corações de sua esposa Patrícia, filhos, netos, Dona Mercedes e amigos”, disse o prefeito.

Vice-prefeito eleito de Niterói e presidente da Câmara Municipal, o vereador Paulo Bagueira também se manifestou. Ele destacou o empenho e determinação como características de Boechat.

“Muito triste com o falecimento do companheiro Boechat, ocorrido no início da tarde deste sábado, vítima desta terrível doença que é a covid-19. Boechat acabou de conquistar o seu mandato de vereador, que tanto lutou e almejou, com muito empenho e determinação”, lamentou.

A Prefeitura de Niterói também lamentou a morte de Boechat, por meio de nota. “A Prefeitura de Niterói lamenta com pesar a perda, neste sábado (12), de Carlos Roberto Boechat, vereador eleito, ex-administrador regional da Região Oceânica e engenheiro da prefeitura de Niterói”, diz o comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 14 =