Cover de Raul Seixas inova e escreve primeira produção audiovisual

J. Perón é o criador de “Lobisomem de Pedra de Fogo”, que conta com Déo Garcez e Paulo Priolli no elenco

Conhecido nome do rock nacional, Raul Seixas até hoje é lembrado por diversas músicas, sendo que uma das mais admiradas é “Tente Outra Vez”. E o cover do cantor baiano falecido em 1989 resolveu fazer o que o artista dizia em um dos trechos dessa famosa canção. J. Perón desejava profundamente realizar um sonho e promete sacudir o mundo audiovisual com o filme “Lobisomem de Pedra de Fogo”.

Cover de Raul desde 2007, Peron percebeu que precisava produzir algo próprio. E resolveu aproveitar o período da pandemia para se reinventar, justamente após um convite que se mostrou frustrado para atuar em uma produção audiovisual. Arregaçando as mangas e escrevendo o próprio filme, escreveu e finalizou em dois dias o roteiro. Com isso, contou com o apoio da amiga, e também assessora de imprensa, Márcia Araújo para que ela entrasse em contato com os atores Paulo Pioli e Deo Garcez, ambos igualmente assessorados por ela. Os dois toparam o convite e resolveram somar na obra.

O filme “O Lobisomem de Pedra de Fogo”, que conta com a direção de Vinícius Vellys e J. Peron, está sendo rodado na cidade de Monte Alegre do Sul, no estado de São Paulo, com uma equipe de profissionais do interior paulista, seguindo todos os protocolos referentes à covid.

A história se passa numa cidadezinha do interior chamada Pedra de Fogo, um local onde uma lenda assusta os moradores. Reza a estória que nas noites de lua cheia um lobisomem aparece comendo as galinhas de Dona Inácia, interpretada por Baiana. E o responsável pelas investigações é o delegado Brandão (Garcez), que é casado com a beata Augusta (Rita Nascimento). Mas apesar da pose de homem sério, tudo o que ele faz para resolver o problema não dá em nada. Ingrid (Paula Palmieri), a filha do casal, é apaixonada desde criança por Alberto (Pedro Ribeiro) que está de regresso para a cidade.

Deo Garcez interpresta o Delegado Brandão, um dos protagonistas. Foto: Reginaldo Leme

Paralelamente a isso, a cidade conta com o atrapalhado prefeito Junqueira (Paulo Pioli) alguém muito interessado em construir uma represa no local. E esse desejo deixa sua esposa Constância (Arminda Riolo) feliz, pois isso inundaria a casa da Rebeca (Ana L. Garritano), a Bruxa que mora nos arredores da cidade e mãe de Alberto.

Interpretando Tião Gregório, um filósofo desiludido, Perón prevê que o lançamento aconteça em novembro e disse que não vai parar por aí.

“A intenção é escrever mais roteiros e produzir, afinal temos que nos reinventar sempre; e quando temos uma equipe que sonha conosco, as coisas ficam mais fáceis”, conta o artista, que explica que seu personagem espera o último dia de lua cheia do ano escolhido para ver a profecia se cumprir e a cidade se libertar da maldição do lobisomem.

Nascido e criado em Campinas, no estado de São Paulo, o artista revela que também trabalhou em dois documentários: Paixão Nacional – O Futebol no Interior”, que conta a história de seu conterrâneo Oswaldo Cunha (jogador que ganhou destaque nos times do Guarani, São Paulo, Corinthians e Seleção Brasileira)” e “Fotografia – A Magia do Clic”, no qual entrevista fotógrafos da região de Campinas e do Circuito das Águas Paulista, onde os entrevistados revelam fatos interessantes sobre o inventor independente da fotografia no Brasil, Hércules Florence.

Na trama ainda participam o Soldado Souza (Ciro Pires), Crysbel (Natasha Audrey), o pipoqueiro (Leonardo C. de Campos), Padre Aurélio (Junior Gritti), os atendentes da Rodoviária (Francesco Lolli e Lu Stopa) e, interpretando Augusta e Brandão quando jovens, os atores e Hata Glau e Raoni Xavier.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + dezoito =