Corpos de Hello Kitty e Vinte Anos continuam no IML de Tribobó

Os corpos de Rayane Nazareth Cardoso da Silveira, a Hello Kitty, e Alessandro Luiz Vieira de Moura, o Vinte Anos, mortos em confronto na manhã de sexta-feira (16) no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, continuam no Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó. Ainda não há informações sobre o local e horário dos velórios. Familiares estão no IML resolvendo questões burocráticas para a liberação dos corpos. O comandante do 7ºBPM, tenente-coronel Gilmar Tramontini, também não confirmou sobre algum esquema de segurança para os sepultamentos.

Os estabelecimentos comercias do bairro de São Gonçalo estão fechados, ou funcionando parcialmente, e a comunidade está em luto desde sexta-feira (16). O clima está tenso e a Polícia Civil foi questionada sobre a liberação dos corpos mas ainda não se manifestou.

Militares do 7º BPM (São Gonçalo), em conjunto com policiais civis da 72ª DP (São Gonçalo) teriam ido à região de Itaoca, dentro do Complexo, para averiguar denúncia de um suposto sequestro, com reféns em cativeiro. No local, os agentes teriam encontrado os criminosos e sido recebidos a tiros.

Após o confronto, quatro feridos chegaram a ser socorridos ao Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), mas morreram antes de receberem atendimento médico.

Hello Kitty e Vinte Anos eram da facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA) e tinham o controle sobre o tráfico de drogas na região da Nova Grécia, em São Gonçalo. De acordo com informações contidas em dados de investigações, eles se aliaram ao Comando Vermelho (CV), de Antônio Ilário Ferreira, o Rabicó, em troca de “proteção”. Os criminosos estavam escondidos no Salgueiro há alguns meses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.