Corpo encontrado em Itaipuaçu pode ser de adolescente desaparecido

O Corpo de Bombeiros encontrou, nessa segunda-feira (24), um cadáver que pode ser do adolescente desaparecido desde a última sexta-feira (21), na Praia do Recanto, distrito de Itaipuaçu, em Maricá. O local foi tema de reportagem na edição do último final de semana em A TRIBUNA por conta da constante incidência de casos do tipo.

Segundo informações da corporação, o corpo foi encontrado por volta das 15h30min. Ainda não está confirmada a identificação. O cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Niterói, onde passará por perícia a fim de confirmar a identidade. No entanto, os Bombeiros afirmam que o cadáver possui características semelhantes ao rapaz desaparecido.

Desde sexta-feira, buscas foram realizadas em toda a região da praia do recanto. Pelo mar, equipes com jet-skis, mergulhadores e botes fizeram a varredura pelas águas. Por terra, agentes atuaram utilizando quadriciclos. O 4º Grupamento Marítimo (GMAR-Itaipu) coordenou as buscas e teve apoio do quartel de Botafogo, especializado em ações do tipo.

Praia perigosa

A Praia do Recanto tem se tornado opção de lazer, tem como uma das características o mar extremamente revolto. O perigo já é conhecido de moradores da região, mas muitas vezes não é percebido por turistas e visitantes vindos de outros municípios. No último dia 15, duas crianças e a mãe delas se afogaram no local.

“Eu estava aqui embaixo com minha mãe quando ouvi os gritos de socorro. Acionei os bombeiros, que vieram de quadriciclo, entraram na água com o jet-ski e retiraram as crianças da água. A mãe das crianças fui eu e o rapaz que puxamos da água. Meu emocional ficou muito abalado. Até o quadriciclo que estava na areia o mar quase levou. Já é a segunda pessoa que tiro do mar, ano passado morreu uma austríaca que estava numa casa alugada aqui”, contou Carlos Augusto, de 50 anos, que testemunhou o incidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.