Corpo de PM é encontrado carbonizado em São Gonçalo

O corpo do policial militar Samuel Ribeiro da Silva foi encontrado ontem carbonizado no bairro de Guaxindiba, em São Gonçalo. A família informou que ele saiu na noite de domingo e não retornou. O corpo foi encontrado dentro de um carro, também carbonizado, que bate com a descrição do automóvel do militar.

De acordo com a 7º BPM (São Gonçalo), ele estaria desaparecido desde as 17h30min de domingo, quando saiu da casa de seu avô no bairro Porto do Rosa para abastecer o carro. A família informou que tentou ligar diversas vezes, mas o policial não retornou. Um registro de desaparecimento chegou a ser feito ainda no domingo, na 72ª DP.

Os familiares relataram à polícia que receberam informações que Samuel havia sido sequestrado porque criminosos o teriam reconhecido como policial. As denúncias diziam ainda que ele teria sido levado para dentro da Comunidade do Salgueiro.

O carro incendiado foi encontrado na Estrada do Comperj, em Guaxindiba, e dentro do porta-malas estava o corpo. A via é constantemente usada por criminosos do Salgueiro. A via foi construída pela Petrobras para transportes pesados pudessem chegar a refinaria em Itaboraí, porém com a paralisação do Comperj a estrada constantemente é usada transporte de armas e drogas, além de execuções. Ela integra todas as favelas do complexo do Salgueiro.

O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG). Agentes estão em busca dos autores e solucionar o caso. O Polícia Militar estava casado há um ano e quatro meses e não tinha filhos.

Corpo de engenheiro é encontrado no Rio

Desaparecido desde a última terça-feira, o corpo do niteroiense Gustavo Ramos foi reconhecido ontem foi familiares no Instituto Médico Legal (IML) Afrânio Peixoto em São Cristóvão. Antonio tinha sido visto pela última vez em um quiosque na Praia de Piratininga, por volta das 20h30min. O corpo do engenheiro foi sepultado ontem no Cemitério Parque da Colina, em Pendotiba, Niterói.
Os pertences de Gustavo, como moto foram encontrados no mesmo lugar em que ele deixou, a última terça-feira. O corpo do engenheiro foi encontrado às margens da Ilhas Cagarras, no Rio de Janeiro. Agentes da 81ª DP (Itaipu) seguem investigando o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =