Corpo de homem que se afogou é encontrado em Icaraí

Wellington Serrano –

O corpo de um homem que se afogou na praia de Icaraí foi encontrado na tarde desta quinta-feira (28), na altura da Rua Miguel de Frias. A vítima estava desaparecida desde o fim da tarde de terça-feira (26). O cadáver, que estava em estado de decomposição, foi encontrado com ajuda da cadela Pedrita, que pertence a um casal de moradores da Rua Álvares de Azevedo, em seu momento de lazer.

“Estávamos passeando pela praia e já tínhamos passado pelo local, mas na volta Pedrita ficou muito ansiosa e começou a latir, senti logo que havia algo estranho. Quando a soltei, porque não tinha ninguém por perto, vi logo que na direção das ondas havia um corpo e nos assustamos. Foi quando pedi ajuda a um personal training que fazia exercícios no local e que ajudou a puxar o corpo para areia”, disse o autônomo Marcelo Redingles, que estava acompanhado da esposa Mariza da Silva.

O Grupamento Marítimo dos Bombeiros (4º GMar) informou que o corpo encontrado por volta das 16h30min fora levado para o IML de Tribobó, onde será periciado.

O 3º Grupamento Militar fazia buscas desde a tarde de terça-feira na área próxima a Rua Pereira da Silva. Foram utilizados nas buscas botes, motos aquáticas e mergulhadores, uma tenda foi montada na areia da praia para facilitar a logística. Ao todo, cerca de 10 bombeiros participam das buscas.

Conforme populares haviam relatado para a equipe de A TRIBUNA, o corpo estava vestido com roupas sociais. A calça parecia rasgada, o que, segundo um policial, pode indicar que o corpo ficou preso nas pedras.

Segundo testemunhas, o homem foi visto entrando no mar de Icaraí e, logo depois, pediu socorro e desapareceu. Antes, teria pedido a banhistas para tomarem conta de sua bolsa e pertences. Já na parte rasa, começou a gritar por socorro, mas, os banhistas não prestaram atenção, por acharem que ele estava brincando. Somente na terceira vez que ele submergiu, constataram que ele realmente clamava por ajuda.

O banhista antigo do local, Leandro Sousa, lamentou o fato e disse que, apesar de tranquila, a Praia de Icaraí tem valas e buracos. “Muito turistas pensam que o perigo está nas praias da Região Oceânica e quando chegam aqui para um mergulho acabam entrando sem receio e o afogamento acontece muito rápido”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =