Construtora tem aditamento ao plano de recuperação judicial aprovado

A construtora PDG Realty S.A. Empreendimentos e Participações, responsável pela obra de diversos prédios residenciais e empresariais em Niterói, recebeu no último dia 30 de novembro a Aprovação do Aditamento ao Plano de Recuperação Judicial. A empresa era responsável pela obra do Monumental Niemeyer que será construído na esquina da Avenida Visconde do Rio Branco e Rua Saldanha Marinho, próximo à universidade Anhanguera.

A construção faz parte do projeto de revitalização do Centro, e pertence ao Caminho Niemeyer (que liga Teatro Popular e Museu de Arte Contemporânea (MAC) mas está em trâmites administrativos desde 2012. O Monumental é um empreendimento da Incorporadora SPE CHL LXXIV Incorporações LTDA, com valor estimado em R$ 367 milhões. O prédio, em tese, terá duas torres com 31 andares cada e no 13º pavimento uma passarela irá ligar os dois prédios, através de um jardim suspenso. Em uma torre serão construídas 491 salas comerciais, 14 lojas, e a outra terá alguns escritórios corporativos, um restaurante e 293 quartos de hotel com a bandeira Ibis, da Rede Accor.

De acordo com o documento aprovado em Assembleia Geral de Credores, o Aditamento aprovado promove alterações exclusivamente nas condições de pagamento aplicáveis aos créditos trabalhistas do Grupo PDG, de modo que as condições de pagamento dos demais credores concursais permanecem integralmente preservadas, nos termos originalmente estabelecidos no Plano de Recuperação Judicial.

Em nota, a empresa informou que “está em recuperação judicial há mais de dois anos e a intenção é reestruturar a empresa para tentar retomar as obras”.

Conversão de dívidas em ações

A PDG Realty abriu prazo até 18 de dezembro para credores que desejarem converter suas dívidas em ações da construtora. Poderão optar pela conversão, os credores quirografários, isto é, aqueles que não possuem garantia real da PDG para a quitação do que ela lhes deve.

Cada credor que aderir receberá uma quantidade de ações proporcional à sua dívida. O preço das ações será calculado com base na média das cotações de fechamento dos 90 pregões anteriores à data da reunião societária que aprovar a operação.

Obra parada em Niterói

A obra do Monumental Niemeyer ainda não saiu do papel, está abandonada e acumulando problemas no terreno. Em abril de 2019 o local foi tomado por um incêndio. Testemunhas relataram que, devido ao abandono do terreno, usuários de drogas são vistos com frequência no local e um deles poderia ter originado o incêndio. No mesmo mês, um homem foi flagrado retirando as placas de alumínio que cercavam o terreno, e colocando-as em um carrinho, conhecido como ‘burrinho sem rabo’. Por todo o terreno de 3,8 mil metros quadrados foram instaladas as placas, presas em uma enorme estrutura de madeira.

Nota da Redação:

Na matéria original havíamos informado que o empreendimento Monumental Niemeyer era um projeto das incorporadoras PDG e Latini Bertoletti, quando na verdade é da empresa SPE CHL LXXIV Incorporações LTDA.

A empresa Latini Bertoletti atuou apenas como prestadora de serviços do projeto do empreendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − treze =