CONMEBOL e Peru se desencontram, mas confirmam jogo do Flamengo

Em 40 minutos tudo mudou em Lima, capital do Peru, local da estreia do Flamengo na Libertadores diante do Sporting Cristal, nesta noite, às 22h. Logo depois de suspender a partida, a Conmebol comunicou as equipes de que haveria jogo, no momento em que o governo peruano desistiu do toque de recolher na cidade.

Em pronunciamento, o presidente Pedro Castillo permitiu a circulação da população, que protestava desde cedo das medidas do governantes. O decreto surgiu por causa das manifestações que estão ocorrendo no país, por causa do elevado preço dos combustíveis. A revolta foi tanta, que a população se encaminhou ao Congresso Nacional, e tinha a intenção de invadir o local.

Os jogadores do Fla aguardaram instruções do que deveriam fazer e após autorização da Conmebol, se encaminharam para o Estádio Nacional de Lima. O time da Gávea, junto com a entidade máxima do futebol e dirigentes do Sporting Cristal ainda trabalharam para reverter a decisão. Vale ressaltar, no entanto, que o presidente Rodolfo Landim, e o vice presidente de futebol, Marcos Braz, não viajaram para o Peru. Quem acompanha o clube é Bruno Spindel, diretor executivo de futebol. A organizadora da Libertadores não comunicou oficialmente o adiamento, até o momento.

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.