Confrontos envolvendo forças policiais diminuem em junho

De acordo com dados da plataforma Fogo Cruzado, o mês de junho registrou 311 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Rio, ou seja, o segundo menor índice em quatro anos. No comparativo com o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 667 confrontos, a queda foi em torno de 53%.

No levantamento, no mês de junho 91 pessoas foram baleadas com 41 óbitos. Em 2019 ocorreram 224 baleados, com 109 mortos, redução de quase 60%. A participação de agentes de segurança nos confrontos também houve redução de 76%, com 42 casos em junho desse ano, e 173 no ano passado. Nessa condição, no total 41 pessoas foram baleadas e 16 óbitos, queda de 73% em relação a junho do ano passado, quando 64 pessoas morreram e outras 90 ficaram feridas em 154 baleados.

Para muitas pessoas a redução se deve ao fato do Supremo Tribunal Federal (STF) determinar a suspensão de operações policiais em comunidades enquanto persistir a as determinações para isolamento social em meio a pandemia de Covid-19. Também segundo o levantamento, na Região Metropolitana, São Gonçalo teve 36 registros, Duque de Caxias, 25, Nova Iguaçu, 13, e São João de Meriti, 11.

Entre os bairros da Região Metropolitana, a Vila Kennedy teve mais tiros, 25 este mês, seguido de Cordovil, 13, Pacheco (São Gonçalo), 12, Anchieta, 8, e  Complexo do Alemão, 8. No mês de junho, cinco pessoas foram vítimas de balas perdidas na Região Metropolitana, números de vítimas 64% menor que a registrada no mesmo período do ano passado, quando 14 pessoas foram baleadas e três morreram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × quatro =